- PUBLICIDADE -

Criciúma

Os surtos de gripe em diferentes lugares do mundo têm gerado preocupações no Brasil, onde no ano passado os fabricantes de vacinas tiveram dificuldades para conseguir atender às demandas de distribuição. Para assegurar o produto aos interessados na região, o Laboratório Búrigo começou a pré-venda das doses. Os primeiros lotes estão programados para chegar em março.

- PUBLICIDADE -

Entre os ciclos da doença, o fabricante das vacinas realiza os estudos baseado nas mutações do vírus para chegar ao produto que garanta a imunidade e, antes de levar ao mercado, receber a aprovação da Anvisa, explica o coordenador da Sala de Vacinas do Laboratório Búrigo, Leandro de Costa.

Vacina - foto divulgação (1)“Todos os anos a composição das vacinas inclui novos vírus circulantes no Brasil e em outros lugares do mundo. A imunização que teremos à disposição será quadrivalente, ou seja, contra quatro tipos de vírus, a mais completa do mercado”, esclarece Leandro.

A antecipação da reserva é recomendada para garantir a vacina sobretudo no Sul do país, onde os dias frios começam em abril, diz Leandro. No ano passado, devido a dificuldade à alta procura, as doses escassearam na região. “Na prevenção se tem a melhor forma de evitar e combater a gripe. Essa doença se caracteriza por se espalhar com rapidez e não há como prever o quanto ela vai avançar neste ano”, destaca o coordenador da Sala de Vacinas do Laboratório Búrigo.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.