Encontro reúne rainhas e princesas de edições da Festa do Vinho

Quase 40 mulheres participaram do café que se transformou em uma tarde de reencontros e boas lembranças

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Proporcionar um momento de confraternização e reconhecer a representatividade da mulher urussanguense. Foi com este intuito que a Comissão Central Organizadora (CCO) da XVII Festa do Vinho realizou o primeiro encontro de Rainhas e Princesas de edições da Festa do Vinho neste sábado, dia 12, na sede da Associação dos Descendentes e Imigrantes Friulanos de Urussanga, no Parque Municipal.

“Preparamos este encontro com muito carinho para valorizar a importância da participação de vocês na história desta grande festa. Vocês representaram e elevaram o nome de Urussanga”, destacou a vice-presidente da CCO, Margareth Serafin De Villa.

- PUBLICIDADE -

Quase 40 mulheres participaram do café que se transformou em uma tarde de reencontros, boas lembranças, trocas de experiências e relatos. O encontro contou também com a participação da realeza eleita para celebração do centenário da cidade, em 1978, sendo este fato o início da história das cortes em Urussanga, que prosseguiu posteriormente com a realização da primeira edição da Festa do Vinho, em 1984. Em todas as edições, mais de 50 urussanguenses representaram a beleza e simpatia das mulheres da cidade.

Para agradecer e valorizar estas mulheres, a Comissão Central Organizadora (CCO) da XVII Festa do Vinho entregou uma placa de reconhecimento às participantes do encontro. Outra ação dentro do evento envolvendo as cortes é a exposição de vestidos de rainhas, princesas e embaixatrizes de edições da Festa do Vinho, na Piazza D’Italia, no Parque Municipal, que segue até domingo, dia 13.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Urussanga

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.