Caminhada marca Dia Nacional de Combate à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Morro da Fumaça

Alunos se juntaram a professores, diretores, Assistência Social e Conselho Tutelar para pedir o fim da exploração sexual contra crianças e adolescentes

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Morro da Fumaça

Faixas, balões, cartazes e conscientização. Alunos das escolas de Morro da Fumaça se juntaram a professores, diretores, Assistência Social, Conselho Tutelar em uma caminhada no centro da cidade pelo fim da exploração sexual contra crianças e adolescentes.

- PUBLICIDADE -

Entre as muitas frases carregadas pelas crianças e adolescentes estava: “Quem não denuncia também é cúmplice da violência”.

Aluna da Escola Pietro Maccari, Eleonora Bertan, considera a data importante para as meninas. “Sofremos assédio diariamente. É importante manifestar nossa opinião e dizer que o assédio é constrangedor”, coloca.

Na concentração final em frente à sede da prefeitura, a coordenadora de Assistência Social, Elaine Bortolatto Serafin, reforçou o Disque 100 e os órgãos que podem ser procurados, como Conselho Tutelar, delegacias especializadas e polícia para denúncia.

Durante toda a semana, professores trabalharam o tema em salas de aula e uma psicóloga realizou bate-papo nas unidades com alunos do 6º ao 9º, abordando o assunto e passando orientações sobre assédio e exploração que acontece tanto com meninos, quanto meninas.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Morro da Fumaça

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.