Balneário Rincão pleiteia instalação de cartório

Presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, Desembargador Torres Marques, encaminhará projeto à Assembleia Legislativa

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Uma comitiva de Balneário Rincão formada pelo prefeito Jairo Celoy Custódio, vice-prefeito Luiz Gustavo da Luz Neto, procurador do município Gabriel Schonfelder de Souza e o vereador Marcos Petry esteve no Tribunal de Justiça de Santa Catarina na tarde desta quarta-feira em audiência com o presidente do TJ-SC Desembargador Torres Marques. Os rinconenses cobrando do desembargador a instalação de um cartório em Balneário Rincão.

O procurador do município pontuou que o presidente do TJ-SC explicou que o Tribunal de Justiça criará um projeto de Lei para a criação do serviço em Balneário Rincão e encaminhará para a Assembleia Legislativa para ser votada. Após a votação e caso venha ser aprovado o projeto de Lei, o Tribunal de Justiça indicará dois servidores para executar o trabalho no município.

- PUBLICIDADE -

O vereador Marcos Petry, que participou da comitiva, procurou o Tribunal de Justiça no começo do ano para buscar orientações de como conseguir a vinda do cartório. “A minha expectativa é de que no começo de 2018, o cartório esteja funcionando, pois até lá a Lei deve ser aprovada na Assembleia Legislativa.

Para o vereador, a necessidade de um cartório no município é urgente, pois todos os documentos que precisam de reconhecimento de firma, reconhecimento de assinatura e outros serviços, os moradores precisam se deslocar em Içara, e com o serviço criado tudo poderá ser feito por aqui”, explicou o vereador. Ele complementa que a instalação também vai fomentar a economia, pois vai gerar emprego e as taxas serão pagas em Balneário Rincão.  

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Balneário Rincão

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.