- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

A derrota por 2 a 0 foi motivada muito mais pelo erro do árbitro paranaense Paulo Roberto Alves Junior do que por uma má atuação do Tigre. Essa é a avaliação do técnico Luiz Carlos Winck. “Nós não fizemos um jogo ruim. Nós erramos no segundo gol e, no mais, nós tivemos a possibilidade de empatar, teve uma penalidade a nosso favor que não foi dada pelo arbitro. Então, acho que não foi um jogo em que o adversário criou tanto, o Edson no final fez defesas importantes, mas não fizemos um jogo tão ruim como se pensa”, disse.

Winck ainda ressaltou que o adversário se aproveitou do pênalti mal marcado. “O Boa se aproveitou de um erro de arbitragem e acabou crescendo. Isso é normal e favorece aquele tem a favor um erro capital. Agora, é continuar trabalhando para a gente poder visualizar a equipe para o jogo de sábado, diante do ABC”, ressaltou.

O treinador ainda comentou as modificações no time que começou o jogo. “A questão do meio-campo: o Jocinei era titular, então, não mexemos. A opção pelo Maranhão foi porque ele atuou muito bem nos últimos dois jogos. Houve uma queda de rendimento do Douglas. Ele fez dois jogos muito bons, depois caiu. Então, ninguém tem lugar garantido, tem que estar buscando. O Maranhão, nos últimos dois jogos, fez diferença na questão da bola parada e hoje (ontem) era importante, na bola à média distância também. Claro que nós não buscamos tanto, mas era uma possibilidade boa. A derrota acontece. Nós iniciamos o jogo melhor que o Boa e tivemos uma penalidade contra que não existiu. Com isso, eles souberam sair na frente do resultado e mantiveram. No final, em um erro nosso, fizeram o 2 a 0”, finalizou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.