Tigre vence e segue adiante na Copa do Brasil

Equipe domina o Santo André, tem mais chances e vence por 1 a 0 em um golaço de Alex Maranhão. Triunfo leva o Criciúma à segunda fase da competição. Adversário será o Altos, do Piaui, provavelmente no dia primeiro de março

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Santo André/SP

- PUBLICIDADE -

O Criciúma foi superior, criou boas oportunidades, venceu o Santo André e está classificado à segunda fase da Copa do Brasil após vencer por 1 a 0, na tarde desta quinta-feira, no estádio Bruno José Daniel, no interior paulista. O Tricolor Carvoeiro foi melhor durante a maioria da partida, e marcou em um grande gol de Alex Maranhão que finalizou forte, de fora da área. O adversário na próxima etapa será o Altos, do Piaui. A disputa, novamente em jogo único, acontecerá no Majestoso – possivelmente no dia primeiro de março. Quem vencer avança à terceira fase, empate leva o jogo aos pênaltis.

Em Santo André, o Criciúma começou mantendo a posse de bola e tocando como já é habitual nessa temporada, porém, a marcação estava mais recuada. O adversário também não agredia o Criciúma e o jogo começou com muita cautela.

Aos 5 minutos, Marlon errou a saída de bola e Deivid ficou cara a cara com Luiz, tentou passar pelo goleiro do Tigre, mas perdeu a chance. A partida, no início, tinha muitos erros de passes de ambas as equipes.

Aos 9 minutos, aconteceu a primeira chance do Ramalhão: Deivid entrou livre na área, mas errou feio na hora do chute. O jogo estava em ritmo lento, devido ao calor. Aos 17 minutos, Raphael Silva vacilou, deixou a bola passar, Deivid ficou cara a cara com Luiz – que chegou até a marca do pênalti para abafar e salvar o Tigre.

A partir daí, o Criciúma dominou a partida. Aos 22 minutos, Caio Rangel finalizou de forma perigosa e Zé Carlos pegou uma boa chance do Tigre.

Tigre Santo Andre - foto divulgação 2Aos 29 minutos, Jheimy enfiou a bola para Maicon Silva, em velocidade pela direita, mas cruzou errado e perdeu a chance. João Henrique entrava pelo meio sozinho. Faltou definição e qualidade para o lateral na jogada.

Aos 35 minutos, Maicon Silva tocou a bola para Jheimy, que passou para João Henrique, ele deixou escapar e Marlon chutou forte, para fora. O Criciúma assumiu o controle da partida e estava melhor, mas lento e moroso.

Aos 44 minutos, jogada rápida do Tigre: Caio Rangel, um dos melhores em campo, foi lançado por João Henrique, invadiu a área, mas Zé Carlos se jogou nas pernas do atacante e evitou o gol do Tigre “Fizemos o que queríamos: jogar. Independente dos erros ali atrás, tentamos criar e tivemos chances para marcar”, disse o zagueiro Diego Giaretta no intervalo.

Aos 2 minutos do segundo tempo, o Santo André avançou com Cicinho, tocou para Edmilson que fez o pivô para Guilherme Garré que finalizou prensado com Barreto. Preciso o corte do volante.

O Santo André voltou mais ofensivo na etapa final e aos 5 minutos, Edmilson recebeu a bola na área e cabeceou fraco para fácil defesa de Luiz. O atacante estava desajeitado e perdeu a chance.

Aos 8 minutos, João Henrique cobrou o escanteio, Raphael Silva, de excelente atuação, se antecipou a Edmilson, mas cabeceou por cima. Outra chance perdida pelo Criciúma – que empilhou chances e não conseguiu converter.

Luiz salvou o Criciúma aos 13 minutos. Reniê bateu forte e a bola estava encobrindo o goleiro tricolor que, de mão trocada, fez uma grande defesa.

Aos 16 minutos, Claudinho avançou pela direita e cruzou para Eduardo Ramos que finalizou em cima de Maicon Silva que salvou o tricolor de carrinho. O gol estava aberto para o meia do time paulista. A resposta foi imediata: na jogada seguinte, Pitbull avançou pelo meio e abriu para Caio Rangel que finalizou no ângulo superior direito, mas Zé Carlos espalmou para escanteio.

Aos 21 minutos, Adalgiso Pitbull foi derrubado por Dudu Vieira na frente da área, um pouco pela esquerda. Douglas Dodi cobrou forte e a bola saiu pela linha de fundo.

Alex Maranhão quase marcou um gol olímpico aos 28 minutos após uma bela cobrança de escanteio.

Aos 38 minutos, Caique Valdivia tocou para Alex Maranhão que chutou forte, de fora da área, no canto rasteiro de Zé Carlos para marcar 1 a 0.

Aos 43 minutos, Claudinho entrou livre pelo meio da zaga, tentou encobrir Luiz que defendeu e salvou o Tigre. Aos 45 minutos, Pitbull recebeu a bola de Maicon Silva e girou para o gol, pela linha de fundo. No final, vaga garantida e Tigre na segunda fase do torneio nacional.

Copa do Brasil – 2017 – Primeira Fase – Jogo Único

16/02 – 16h – estádio Bruno José Daniel, em Santo André

SANTO ANDRÉ

Zé Carlos; Cicinho, Reniê, Leonardo e Jean (Henan); Dudu Vieira, Fernando Neto e Eduardo Ramos (David Ribeiro); Claudinho, Edmilson e Deivid (Guilherme Garré). Técnico: Toninho Cecílio.

CRICIÚMA

Luiz; Maicon Silva, Raphael Silva, Diego Giaretta e Marlon; Barreto, Douglas Dodi e João Henrique (Alex Maranhão). Caio Rangel (Pimentinha), Jheimy (Caique Valdivia) e Adalgiso Pitbull. Técnico: Deivid

Arbitragem: Lucas Paulo Torezin; Auxiliares: Pedro Martinelli Christino e Diego Grubba Schitkovski (Trio do PR)

GOL: Alex Maranhão (38/2T)

Cartões Amarelos: Fernando Neto e Dudu Vieira (S); Douglas Dodi e Alex Maranhão (C)

Cartões Vermelhos: Não Houve

Público: 1.626

Renda: R$ 27.150,00

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.