- PUBLICIDADE -

Tiago Monte 

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Fotos: Lucas Colombo/DN

Frustração. Esse é o sentimento no torcedor Carvoeiro após o empate desta terça diante do Figueirense. O Tricolor Carvoeiro fez o melhor primeiro tempo nesta Série B, entretanto não conseguiu manter o desempenho na etapa final e desapontou os mais de quatro mil torcedores que compareceram ao Majestoso nesta terça-feira. O 1 a 1 afasta o time do grupo dos quatro primeiros colocados na Série B. Diego Giaretta abriu o marcador no primeiro tempo e Dudu deixou tudo igual nos últimos 45 minutos.

O Tigre começou o jogo em alta velocidade. Antes do primeiro minuto, Silvinho recebeu a bola pela direita e chutou cruzado, a bola desviou na zaga, com perigo, e saiu para escanteio. Aos 3 minutos, a forte marcação do Criciúma deu resultado: Lucão roubou a bola de Leandro Almeida, entrou na área e tocou para Silvinho que chutou para boa defesa de Saulo, no rebote, Ricardinho chutou alto e perdeu a chance de gol. Pressão total do Tricolor Carvoeiro no início. Os primeiros dez minutos foram de ação total do Criciúma no ataque. Time muito intenso e pressionando o Figueira, sem deixar o adversário jogar. Aos 14 minutos, Maicon Silva apareceu bem pela direita e cruzou para Lucão, que não conseguiu completar para o gol. Muito volume de jogo do Tricolor Carvoeiro que não conseguia abrir o placar.

A pressão seguia. Aos 18 minutos, Alex Maranhão cobrou escanteio e Nino cabeceou por cima do travessão. A primeira chegada boa do Figueirense aconteceu aos 25 minutos: Luidy fez boa jogada pela esquerda, passou por Maicon Silva e cruzou forte, mas Luiz defendeu. O volume de jogo do Tigre deu resultado aos 29 minutos da etapa inicial: Silvinho bateu escanteio, Diego Giaretta subiu pelo meio e cabeceou para tirar do goleiro Saulo e marcar: 1 a 0. O Tigre não arrefeceu e, aos 34 minutos, Diego Giaretta foi cruzar, mas a bola fechada acertou o travessão de Saulo. Domínio total do Tigre que não dava chance para o rival. Foi um primeiro tempo massacrante do time carvoeiro. “A gente tem o objetivo de subir, então, é foco total e união do grupo. Fico feliz de poder ajudar, mas o que importa é a vitória”, disse Giaretta, no intervalo.

Na etapa final, Alex Maranhão cobrou falta, no primeiro minuto, pela esquerda e Diego Giaretta cabeceou com força e a bola saiu com perigo. Boa chance do Tricolor. Aos 4 minutos, Dudu cruzou e Henan tentou dar a bicicleta, mas não pegou bem na bola e Luiz defendeu. Na resposta, Silvinho arrancou pela esquerda e cruzou: Alex Maranhão chutou de voleio, mas a bola saiu. Aos 10 minutos, Henan ganhou no corpo de Édson Borges pela direita e cruzou, mas Luidy furou na finalização. O segundo tempo apresentava um Figueirense tentando mais o ataque e com mais posse de bola e o Tigre buscando o contra-golpe. Aos 13 minutos, Alex Maranhão cruzou da direita, mas Diego Giaretta perdeu o gol, embaixo da trave, na segunda trave. Na jogada seguinte, Silvinho errou a saída de bola, Henan tocou para Luidy dentro da área. O atacante chutou cruzado e Dudu apareceu na segunda trave para empatar: 1 a 1 na jogada de maior perigo do rival no jogo.

A partir daí, o Criciúma sentiu o gol sofrido e se perdeu na partida. O adversário cresceu e começou a levar mais perigo ao gol defendido por Luiz. O Tigre tentou reagir com as entradas de Caio Rangel e Douglas Dodi, mas pouco ameaçou o gol de Saulo. No final do jogo, o Tricolor Carvoeiro foi para a pressão: aos 42 minutos, Silvinho cruzou e Lucão sozinho, na pequena área, perdeu o gol de cabeça. Final de jogo com empate do Tigre em casa.

Campeonato Brasileiro – Série B – 26ª Rodada

 Terça-feira (26/09) – 19h15min – estádio Heriberto Hülse, em Criciúma

CRICIÚMA

Luiz; Maicon Silva (Douglas Dodi), Nino, Edson Borges e Diego Giaretta; Barreto, Ricardinho, Caíque Valdívia (Caio Rangel) e Alex Maranhão (Moisés); Silvinho e Lucão. Técnico: Beto Campos

FIGUEIRENSE

Saulo; Dudu, Marquinhos, Leandro Almeida e João Lucas; Pereira, Patrick e Lucas Silva; Luidy (João Paulo), Ty Sandows (Joãozinho) e Henan (Nícolas Careca). Técnico: Milton Cruz

Arbitragem: Pablo dos Santos Alves. Auxiliares: Oberto da Silva Santos e Kildenn Tadeu Morais de Lucena (trio da PB)

GOLS: Diego Giaretta (29/1T) (C); Dudu (13/2T) (F)

Cartões Amarelos: Alex Maranhão, Edson Borges e Silvinho (C); Leandro Almeida, Pereira e Nícolas Careca (F)

Cartões Vermelhos: Não Houve

Público: 4.739

Renda: R$ 82.340,00

Galeria de Fotos – por Lucas Colombo/DN

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.