- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Com muitas vaias, gritos de “vergonha” e palavras de ordem contra a diretoria, o Criciúma deixou o gramado após a derrota por 3 a 1 para o América-MG, ontem à noite, no estádio Heriberto Hülse. O Tigre até saiu vencendo, mas se desordenou em campo e levou a virada dos mineiros. A equipe continua sem vencer na Série B e segue na lanterna da competição sem pontos somados. A cobrança e a pressão por parte da torcida serão maiores sobre o técnico Deivid e com duas partidas para realizar fora de casa.

 

A grande quantidade de chuva prejudicou o desempenho das equipes, a bola parava nas poças d’água. Os mineiros começaram marcando a saída de bola do Criciúma que não conseguia criar jogadas, ao mesmo tempo, o adversário tentava chegar no ataque, mas sem sucesso também. O Tigre se desvencilhava da marcação com jogadas pelas laterais com Fabinho Alves e Caio Rangel.

Lucas Colombo - Brasileiro Série B Criciúma X Avaí  (15)As duas primeiras chances de gol aconteceram aos 19 minutos:  Rafael Lima perdeu a bola para Douglas Dodi, perto da área. O jogador do Tigre chutou no peito do goleiro João Ricardo e desperdiçou a chance. Na resposta do adversário, Luan chutou e Luiz colocou para escanteio. Duas boas oportunidades para ambos os times.

Aos 25 minutos, Fabinho Alves cobrou uma falta, melhor que um escanteio, pela esquerda e Raphael Silva desviou a bola de cabeça, no primeiro poste, com muito perigo para boa defesa do goleiro dos mineiros. A partir daí, o Criciúma se desorganizou em campo e o adversário tomou conta da partida. Aos 28 minutos, Gustavo Blanco ficou com a bola e chutou. A bola passou perto do gol de Luiz, mas foi para fora.

Antes do intervalo, Ernandes cruzou, Felipe Amorim recebeu e girou para grande defesa de Luiz que salvou uma grande chance do América. “Choveu bastante e acabou atrapalhando. O gramado está encharcado e a bola não está rolando. Neste segundo tempo vamos nos encaixar melhor, puxar o contra-ataque e conseguir o passe final para vencer a partida”, disse o goleiro do Criciúma no intervalo.

Na etapa final, logo aos dois minutos, Marlon cobrou a falta na área, a bola pegou no braço de Luan e o árbitro marcou pênalti. Um minuto depois, Zé Roberto cobrou e marcou: 1 a 0 para o Criciúma. O América não sentiu o gol e seguiu atacando, enquanto o Criciúma se retrancou e saia no contra-ataque. O meia Erick Flores entrou no intervalo, fez boa apresentação, mas se lesionou aos 15 minutos e foi substituído por Alex Maranhão aos 18 minutos.

O Tigre seguia desorganizado, sem armação de jogadas e sendo pressionado pelo adversário. Aos 28 minutos, Renan Oliveira cobrou escanteio, a bola sobrou para o zagueiro Messias que finalizou fraco e perdeu a chance do empate. Um minuto depois, Renan Oliveira recebeu a bola na marca de pênalti e perdeu outra chance clara. A pressão do adversário era grande.

Brasileiro Série B Criciúma X America - foto Lucas Colombo DNAos 30 minutos, o volume de jogo do adversário deu resultado: Ruy foi lançado no meio dos zagueiros, driblou o goleiro Luiz, e empatou o jogo. 1 a 1. A partir daí, o Tigre tentou, desordenadamente, buscar o ataque, enquanto o América seguiu buscando a virada. Aos 41 minutos, Hugo Cabral chutou para o gol, a bola bateu na trave e sobrou para Renan Oliveira que empurrou para o fundo da rede: 2 a 1 para o Coelho. O golpe de misericórdia ainda veio aos 46 minutos, quando Raphael Silva derrubou Hugo Cabral dentro da área: pênalti. Na cobrança, Bill deu números finais à partida: 3 a 1. Assim, a pressão aumentou sobre o técnico Deivid que faz o pior inicio de Brasileiro da história do Criciúma.

 

Campeonato Brasileiro – Série B – Terceira Rodada

26/05 – sexta-feira – 19h15, estádio Heriberto Hülse

CRICIÚMA

Luiz; Diogo Mateus, Raphael Silva, Diego Giaretta e Marlon; Barreto (Ricardinho), Jocinei (Erick Flores (Alex Maranhão) e Douglas Dodi; Caio Rangel, Zé Roberto e Fabinho Alves. Técnico: Deivid

AMÉRICA-MG

João Ricardo; Norberto, Messias, Rafael Lima e Ernandes; Gustavo Blanco, Zé Ricardo, Renan Oliveira, Luan (Hugo Cabral) e Ruy (Mike). Bill e Felipe Amorim (Renan Oliveira). Técnico: Enderson Moreira

Arbitragem: Rodrigo Batista Raposo. Auxiliares: Ciro Chaban Junqueira e Daniel Henrique da Silva Andrade (trio do DF).

GOLS: Zé Roberto (3/2T) (C). Ruy (30/2T), Renan Oliveira (41/2T) e Bill (47/2T) (A)

Cartões Amarelos: Jocinei (C). Norberto, Ernandes, Gustavo Blanco e Messias (A)

Cartões Vermelhos: Não Houve

Público: 2,075

Renda: R$ 38.870,00

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Tiago Monte
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.