- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Goiânia

- PUBLICIDADE -

Mudança de resultado e atitude. Esses são os objetivos do Tricolor Carvoeiro, diante do Goiás, nesta terça-feira, às 19h30min, na abertura da 33ª rodada da Série B do Brasileiro. Após quatro derrotas consecutivas, para Paraná, Vila Nova, Inter e Paysandu, o time treinado por Beto Campos precisa dos três pontos para afastar de vez o “fantasma do rebaixamento”. A diferença do Tigre para o Luverdense – primeiro time no Z-4 – é de seis pontos. “A nossa pontuação não nos deixa tranquilos ainda. Nós temos que pontuar. Não podemos achar que não tem perigo, que não corremos nenhum risco. É claro que existem muitos confrontos, mas temos que eliminar essa situação. Terminar a Série B próximos da zona do rebaixamento, não é bom para o clube”, disse o goleiro Luiz, ainda em Belém.

O time que inicia a partida tem dois desfalques. O lateral Maicon Silva e o volante Ricardinho cumprirão suspensão devido ao terceiro cartão amarelo. Diogo Mateus entra pela direita e a vaga de Ricardinho é disputada por Douglas Dodi e Jocinei. Douglas se juntou à delegação em São Paulo a exemplo do volante Carlos Eduardo. No ataque, uma alteração por opção do técnico Beto Campos: Moisés entra no lugar de Lucão, que vai para a reserva pela primeira vez desde que chegou ao Criciúma

Na segunda-feira, a equipe tinha um treino à tarde programado para o CT do Atlético-GO, porém, um problema de logística fez o Tigre cancelar a última atividade antes do confronto desta terça. A delegação partiu ainda no domingo de Belém para a capital de Goiás, mas perdeu o voo que iria para Goiânia e ficou hospedada na capital paulista. Assim, o trabalho foi realizado na academia do hotel onde o time ficou concentrado à espera do voo. A chegada em Goiânia aconteceu apenas no final da tarde. “Estamos monitorando a condição física, estão todos bem descansados e bem condicionados”, assegura o preparador físico, Márcio Corrêa.

 Time deve entrar “mais ligado”

Uma alteração que deve ocorrer no Tigre diz respeito à postura da equipe em campo. Nos últimos jogos, o time tem “acordado” apenas no segundo tempo, quando muitas vezes já está perdendo os jogos. Assim, a forma de atuar deve ser diferente diante do Goiás. “Se você analisar os jogos que nós perdemos, foi mais por falha nossa do que por qualidade do adversário. Logicamente, nós facilitamos muito para o adversário, não marcando bem e forçando jogadas que não estamos acostumados a fazer. A gente tem que começar o jogo ligado a 100 por hora e a gente não tem feito isso. Não foi novidade no jogo passado, já vinha acontecendo e a gente tenta mudar isso”, explicou Luiz.

Campeonato Brasileiro – Série B – 33ª Rodada

31/10 (terça-feira) – 19h30min – estádio Serra Dourada, em Goiânia

GOIÁS

Marcelo Rangel; Pedro Bambu, Fábio Sanches, Alex Alves e Carlinhos; Elyeser, Victor Bolt e Andrezinho; Aylon, Júnior Viçosa e Carlos Eduardo. Técnico: Hélio dos Anjos.

CRICIÚMA

Luiz; Diogo Mateus, Raphael Silva, Edson Borges e Diego Giaretta; Barreto, Douglas Dodi (Jocinei), Caíque Valdívia e Alex Maranhão; Silvinho e Moisés. Técnico: Beto Campos

Arbitragem: Vinícius Gonçalves Dias Araújo; Auxiliares: Rogerio Pablos Zanardo e Herman Brumel Vani (trio de SP).

Atletas relacionados para a partida

Goleiros: Luiz e Edson

Lateral: Diogo Mateus

Zagueiros: Raphael Silva, Edson Borges, Diego Giaretta e Ianson

Volantes: Barreto, Jocinei, Carlos Eduardo e Douglas Dodi

Meias: Caíque Valdívia, Alex Maranhão e João Henrique

Atacantes: Silvinho, Lucão, Caio Rangel e Moisés

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.