- PUBLICIDADE -

Criciúma

Ele era apenas um menino quando iniciou no Anjos do Futsal. Diego Burato tinha 12 anos de idade, e encontrou no projeto a possibilidade de realizar o seu maior sonho: ser um jogador de futebol profissional. Foram cinco anos participando do projeto, melhorando suas habilidades e conhecendo cada vez mais o futebol de salão, quando um empresário da Itália veio até o Brasil em busca de talentos. O sonho virou realidade.

- PUBLICIDADE -

anjos-futsal-unesc (13) - foto divulgaçãoBurato, que atualmente joga no Pescara, e está na Itália há 11 anos, foi convidado para acender o fogo olímpico na 17ª edição do Festival Anjos do Futsal/Unesc, na Universidade. Mais de mil crianças e adolescentes, de 19 municípios da região, preencheram o Ginásio. Eles disputam 66 jogos, em três categorias, que são sub-11, sub-13 e sub-14.

Segundo o atleta, o projeto foi a base para o seu crescimento pessoal e profissional. “Tive grandes pessoas que me inspiraram nesse crescimento, me trazendo influências para ser um bom jogador e um bom cidadão. Eu devo tudo que eu conquistei ao projeto”, contou Burato.

Quem está no início dessa trajetória de sucesso é o jogador João Vitor Garcia, de 14 anos. Atualmente, ele faz parte do time infantil do Criciúma Esporte Clube, mas sonha em chegar na seleção brasileira. “Iniciei no projeto com 9 anos, e desde então tenho evoluído muito. Para participar, precisamos não só ser bons jogadores, mas também ir bem na escola e ter uma boa disciplina. É uma forma de tirar muitas crianças da rua”, comentou o içarense.

Parceria consolidada com a Unesc

O diretor da UNA HCE (Unidade Acadêmica de Humanidades, Ciências e Educação) da Unesc, Marcelo Feldhaus, ressaltou a importância de a Instituição fazer parte do projeto como uma Universidade Comunitária. “O esporte tem um potencial muito grande de transformar vidas. Esse é um projeto que impacta a região por meio da articulação entre esporte e educação, o que nos deixa muito felizes em fazer parte”, comentou.

anjos-futsal-unesc (31) - foto divulgaçãoO ex-comandante do 9º Batalhão de Polícia Militar de Criciúma, Marcio José Cabral, diretor do projeto, ressaltou a grandiosidade que o Anjos do Futsal chega em sua 17ª edição. “Em todo o Brasil, somos o maior projeto esportivo de empresa privada, com base em uma causa social e no futebol de salão. Esse era um desejo que tínhamos, e que hoje já virou realidade”, contou.

O projeto

O Anjos do Futsal busca trazer os garotos desde cedo ao esporte e acompanhá-los até a idade máxima. O projeto é formado por meninos de 9 a 14 anos. Participam da ação, atletas dos municípios de Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Balneário Rincão, Cocal do Sul, Criciúma, Ermo, Forquilhinha, Içara, Lauro Müller, Meleiro, Morro da Fumaça, Nova Veneza, Orleans, Praia Grande, São João do Sul, Sombrio, Treviso, Turvo e Urussanga. A abertura contou com representantes de todos os municípios participantes.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.