- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Pelotas/RS

- PUBLICIDADE -

Treinador do Criciúma na partida de ontem contra o Brasil, em Pelotas, o auxiliar Raphael Bahia comemorou a atuação do time que manteve o padrão desenvolvido por Deivid. “Nosso padrão de jogo não pode mudar. Vamos manter independente de qualquer resultado. A gente faz os trabalhos técnicos voltados para a posse de bola e vamos jogar assim, independente de atuar em casa ou fora, e isso facilita a compreensão dos atletas”, disse Bahia.

Ele lamentou as fatalidades nos gols do Brasil. “A gente teve maior posse de bola nos dois tempos. Infelizmente teve fatalidades nos dois gols deles. Mas no geral nós jogamos bem. Tivemos mais posse, mas não conseguimos concluir a gol”, enfatizou o auxiliar.

O time reserva está acostumado a treinar com os titulares e isso facilitou a atuação. “Nós treinamos as duas equipes da mesma forma, então, eles sabem como se posicionar em campo. O Sub-20 treina assim e vai ser um padrão do Criciúma: ter a posse de bola e trocar passes. Isso é futebol”, finalizou Bahia.

Oportunidade importante

Para o Coordenador das categorias de base do Tigre e chefe da delegação no Rio Grande do Sul, Serginho Lopes, a oportunidade dada aos reservas é importante no desenvolvimento dos atletas. “Eu falei pra eles que a oportunidade foi muito importante e que eles possam absorver da melhor forma para seguir a carreira deles. Estou muito feliz, como gerente da base, pois o Criciúma provou que é revelador de atletas. Um pouco triste pelo resultado, mas vamos seguir com o trabalho”, afirmou.

Lopes garante que o trabalho de base seguirá com o mesmo foco no clube. “O Criciúma vai continuar com o trabalho para revelar jogadores para o profissional e seguir colaborando com o professor Deivid para que ele possa utilizar os jogadores quando achar melhor”, finalizou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.