- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Há uma espécie de mantra sendo criado entre jogadores e comissão técnica do Criciúma: fora de casa, o importante é pontuar. A frase não descarta, obviamente, que o Tricolor Carvoeiro jogará pela vitória, hoje, a partir das 21h30, diante do Boa Esporte, no interior de Minas Gerais. Porém, um empate não é visto com maus olhos pelo Criciúma. “A gente está pensando jogo a jogo. Claro que, quando se começa a fazer uma campanha boa, nós mesmos, os jogadores, criamos uma certa expectativa, mas isso só vai aumentar a nossa responsabilidade. Estamos invictos há bastante jogos, queremos manter isso e o importante é pontuar fora de casa, jogo a jogo, passo a passo, para a gente chegar ao objetivo principal que, com certeza, é o acesso, mas pensando jogo a jogo”, disse o volante Barreto.

São nove jogos sem perder: cinco vitórias e quatro empates. A série de jogos recuperou a autoestima dos jogadores. A impressão é do técnico Luiz Carlos Winck. “O ambiente é muito bom, o grupo adquiriu personalidade e houve uma grande melhora na autoestima. Isso tem refletido dentro de campo com bons jogos e bons resultados”, ressaltou.

A crescente distância em relação à zona de rebaixamento também é um dado positivo destacado pelo comandante tricolor. “Eu penso assim: nós estamos muito próximos do G4, começamos a distanciar da zona de rebaixamento – hoje nós temos cinco pontos, isso já é uma gordura. Então, é continuar trabalhando, com os pés no chão. Não somos melhores, não somos piores, continuamos com a nossa caminhada, para que possamos, na sequência, manter esse nível e, no final da competição, objetivarmos coisas maiores”, destacou.

Cinco mudanças na equipe titular

Apesar da vitória diante do Goiás e do bom momento, a grande carga de partidas, suspensão e opção técnica fazem Winck alterar o time titular do Criciúma em cinco posições, em relação à equipe que começou o jogo da última sexta-feira. O goleiro Luiz levou o terceiro cartão amarelo e cumpre suspensão. Edson será o substituto. Entra um Edson, mas sai o outro. O zagueiro, Edson Borges, sentiu uma lesão de grau na panturrilha da perna esquerda, e sequer viajou para Varginha. Ele será substituído por Nino e é dúvida, inclusive, para o confronto de sábado, no Majestoso, diante do ABC.

Quem volta ao time é o lateral direito Diogo Mateus  – que cumpriu suspensão diante do Esmeraldino. As outras duas mudanças são por opções técnicas de Winck. O meia Douglas Dodi vai para o banco de reservas, enquanto Silvinho retorna aos titulares. Assim, Alex Maranhão terá a função de armação do time, pelo meio. Entre os volantes, Jonatan Lima vai para o banco de reservas e Barreto volta ao time. Jocinei permanece entre os 11 que iniciarão o jogo. “Eu e o Jocinei já jogamos juntos, mas, independente de quem for ali do lado, temos que jogar bem. Espero que a gente faça um grande jogo. É bom ter um volante como ele ao lado, canhoto, que joga muito bem com a bola nos pés, então, está sempre facilitando o companheiro”, disse Barreto.

A equipe treinou ontem à tarde, no estádio do Flamengo, de Varginha, em uma movimentação onde Winck corrigiu o posicionamento da equipe em alguns setores e trabalhou a bola parada ofensiva e defensiva.

 

 

Campeonato Brasileiro – Série B – 15ª Rodada

18/07 (terça-feira) – 21h30 – no estádio Dilzon Melo, em Varginha (MG)

BOA ESPORTE

Fabrício; Ruan, Júlio Santos, Caique e Paulinho; Geandro, Radamés, Thaciano e Fellipe Mateus; Reis e Wesley. Técnico: Nedo Xavier.

CRICIÚMA

Edson; Diogo Mateus, Raphael Silva, Nino e Diego Giaretta; Barreto e Jocinei; Silvinho, Alex Maranhão e Alisson Farias; Lucão. Técnico: Luiz Carlos Winck.

Arbitragem: Paulo Roberto Alves Júnior. Auxiliares: Victor Hugo Imazu dos Santos e Rafael Trombeta. (Trio do PR)

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.