No sufoco, Tigre bate o Almirante Barroso

Gol da vitória de 2 a 1 saiu somente aos 49 do segundo tempo. Resultado coloca o carvoeiro na vice liderança

Foto: Caio Marcelo/Criciúma E.C./Especial/DN Sul
- PUBLICIDADE -

 

Marciano Bortolin

- PUBLICIDADE -

Criciúma

Foi sofrido. Foi nos acréscimos. Mas com o Tigre é assim: emoção até o final. Com 1 a 1 no placar, chances perdidas, a partida com o Almirante Barroso na noite deste domingo no estádio Heriberto Hülse, tinha tudo para terminar empatado. Porém, aos 48 da etapa final, Diego Giaretta é derrubado na área. Alex Maranhão chama a responsabilidade, bate forte no canto esquerdo do goleiro Rodolfo para a alegria do torcedor tricolor.

Próximos compromissos

Com o resultado, o carvoeiro chega aos 10 pontos, na vice-liderança, seis pontos atrás do líder Avaí. O próximo compromisso do Criciúma é na quarta-feira, contra o Altos, do Piauí, pela Copa do Brasil. Um dia depois o compromisso é contra o Internacional de Porto Alegre pela Primeira Liga. Pelo estadual, o próximo jogo é no sábado, diante do Metropolitano.

Primeiro tempo

O Almirante Barroso assustou logo no primeiro minuto, mas Luiz trabalhou para evitar o gol de Rodrigo Couto. Aos 13, o Tigre chegou pela primeira vez. Pimentinha fez grande jogada e cruzou, João Henrique dominou no peito e deu uma linda bicicleta para a defesa de Rodolfo.

Aos 17, Diego Giaretta chutou de fora da área, e o goleiro fez a defesa em dois tempos. O Carvoeiro continuou dominando o jogo, mas sem encontrar espaço para chegar com perigo. Mas ais 27, João Henrique cobrou falta na área e o Van Basty, de cabeça, fez contra: 1 a 0 para o Tigre.

Aos 41, Dodi, de pé esquerdo tentou colocar no ângulo, mas Rodolfo fez outra grande defesa. Três minutos mais tarde, Rodrigo Couto apareceu sozinho e Luiz fez grande defesa para evitar o empate. Após cobrança de escanteio Robenval cabeceou e o goleiro tricolor fez mais uma grande defesa. Mas no ataque seguinte ele nada pode fazer. Na cobrança de mais um escanteio, Robenval, outra vez, subiu sozinho no meio da zaga e estufou as redes: 1 a 1.

Segundo tempo

O Tigre voltou para o segundo tempo com vontade de vencer. Aos nove, Dodi bateu de pé esquerdo e a bola passou perto, mas foi para fora. Aos 29, Alex Maranhão bateu de longe, mas a bola subiu demais e foi para a fora. Um minuto depois, Diego Giaretta cabeceou sobre o gol de Rodolfo.

Com poucas emoções, o tricolor chegou novamente aos 40. Pimentinha fez boa jogada pela esquerda, cruzou, mas a zaga afastou.

Aos 43, após tabela com Ricardinho, Caio Rangel chutou para fora. Já nos acréscimos, aos 48, Diego Giaretta foi derrubado dentro da área, pênalti que Alex Maranhão bateu forte no canto esquerdo de Rodolfo e vitória do Tigre.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.