- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

A busca do Tigre por um novo lateral esquerdo não preocupa Marlon. O jogador acredita que a concorrência é natural e o Criciúma precisará de mais jogadores no grupo de atletas. “Tem que trazer, sim. Eu não temo a contratação de outro lateral, pois o nosso elenco está muito enxuto e precisa de contratações, pois a Série B é um campeonato muito longo, com muitas viagens, então, ter um elenco de mais qualidade é muito importante”, enfatizou o jogador.

Por outro lado, Marlon fica feliz com o interesse de grandes clubes, como Cruzeiro e Fluminense, em seu futebol, mas ressalta que tem contrato até o final do próximo ano com o Tigre e está feliz no clube. “Fico muito contente porque são grandes treinadores elogiando o meu trabalho. Isso é graças ao meu trabalho, junto aos meus companheiros. Eu tenho contrato até o final do ano que vem, se a situação for boa para mim, para o clube e o presidente, que é o mandatário, achar bom eu sair, eu saio, senão, eu cumpro o meu contrato, quem sabe até renovo, ou saio, não sei ainda”, destacou.

O camiseta seis é o atleta que mais atuou, com 19 partidas completas, além de ser o líder em assistências para gol, com oito ao todo, sendo a melhor marca do grupo carvoeiro. Os bons números estão ligados ao modelo de jogo adotado pela equipe. “Nossa equipe ataca muito pelos lados até por jogar com uma distribuição mais espaçada em campo. Fico contente em contribuir com assistências para gols e ajudar o time a sair com as vitórias. Na minha posição, a primeira função é marcar. A segunda é criar oportunidades. Eu gosto muito de apoiar no ataque e as assistências estão aparecendo naturalmente”, salientou.

Partindo para a disputa da terceira Série B – em 2015 jogou oito partidas sob o comando de Roberto Cavalo – Marlon espera fazer uma grande competição. “Ano passado, por ser a primeira Série B como titular mais firmado na equipe, eu tinha uma expectativa grande na competição. Creio que fiz um campeonato regular, até pela lesão, mas por desníveis de jogo também, por ser novo ainda. Creio que esse ano eu chego mais vacinado para fazer uma boa competição”, finalizou

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.