- PUBLICIDADE -

Criciúma

Um velho rival se apresenta para o goleiro Luiz na estreia da Copa do Brasil. Ex-jogador do São Caetano, onde atuou por 10 anos, o capitão Tricolor reencontra o Santo André, no estádio Bruno José Daniel, amanhã, às 16h.

- PUBLICIDADE -

Com bastante respeito ao adversário e em momento bem distinto de quando atuava no ABC Paulista, o arqueiro analisa o desafio. “A rivalidade existe lá por se tratar de duas cidades praticamente juntas. Quando defendia as cores do São Caetano sempre foram jogos intensos, muita marcação, disputas fortes, mas jamais desleais. Faz algum tempo que não jogo lá, sei que o estádio passou por reformas, então será novidade para mim também. Falando do jogo especificamente, não podemos ter desatenções, porque o regulamento novo prevê esse jogo único. O Santo André vem com moral, ganhou do Corinthians fora de casa e terá o apoio do torcedor também. Precisamos ser inteligentes para conseguir a classificação”, apontou.

Depois da derrota para o Figueirense no domingo, pelo Campeonato Catarinense, o elenco carvoeiro retomou os treinamentos e precisou virar a chave a fim de estrear no torneio nacional. Líder do time, Luiz entende que os erros serão superados nesta próxima partida. “Nenhuma derrota é planejada, por óbvio, mas a meu ver tivemos um bom domínio de jogo contra o Figueirense, mas pecamos em algumas situações onde não podia. Talvez não tenha sido justo, mas já passou e devemos olhar para frente. O Deivid (treinador) conversou com o elenco, percebemos a necessidade das correções e como disse antes, a atenção será fundamental contra o Santo André. São dois campeões da competição, jogo bom de jogar”, finalizou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.