- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Lançado em 2001, o projeto Anjos do Futsal completou 16 anos. Para marcar a data e o sucesso da iniciativa foi lançado o livro Projeto Social Anjos do Futsal – O Esporte como Educação para a vida. Com tiragem de dois mil exemplares, inicialmente a publicação não será comercializada, mas serve para marcar a história de mais de nove mil crianças que passaram pelo projeto. “A intenção inicial era tirar a molecada das ruas, deixá-los longe da violência e das drogas e ensinar as técnicas do Futsal, além de apresentar a eles a disciplina, foco e qualidade de vida”, explica o presidente da Anjo Tintas, Filipe Colombo. A empresa é a idealizadora da iniciativa. O executivo destaca que o livro é lançado também como incentivo para outras pessoas e empresas a ter o mesmo tipo de atitude para a nossa comunidade.

Colombo destaca que, no inicio do Anjos do Futsal, em 2001, a empresa não imaginava a dimensão que o projeto tomaria. “Tanto em número de crianças como em tempo de duração. Hoje, são mais de mil crianças participantes. Um dos pilares da Anjo é comprometimento com a comunidade, então, quando a gente fala desse projeto, é um dos principais da empresa no âmbito social”, explicou.

O coordenador técnico, Jean Reis, destaca o ponto forte do Anjos do Futsal: busca pela qualidade. “A grande sacada foi o crescimento ordenado do projeto. Nós não tivemos mil crianças logo nos primeiros anos. Houve uma evolução gradativa para manter a qualidade do projeto. Hoje, nós temos seis ou sete municípios da região em lista de espera, então, nós poderíamos chegar, em 2018, a 1.500 crianças, mas não manteríamos a qualidade do projeto. Nós priorizamos a qualidade e não a quantidade”, disse.

Bairro da Juventude pode ser parceiro

Com 19 municípios atendidos, o Anjos do Futsal pode aumentar o atendimento em Criciúma: uma unidade no Bairro da Juventude está sendo estudada. “Já marcamos uma primeira reunião e o projeto foi apresentado. O conselho do Bairro vai se reunir e definirá se teremos o núcleo”, explica Reis.

A Anjo Tintas foi parceira na construção do ginásio da instituição e, então, despertou o interesse pela criação do núcleo. “É um sonho nosso estarmos dentro de uma entidade como o Bairro da Juventude. Esperamos que dê certo para o ano que vem”, contou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.