- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O jogo-treino do Criciúma, amanhã, diante do Atlético Tubarão, às 10 horas, no CT do clube terá a presença apenas de jogadores reservas. A informação foi confirmada pelo técnico Luiz Carlos Winck. Assim o time que começará a partida deve ter: Edson, Maicon Silva, Ianson, Cristian e João Henrique; Jocinei, Caique Valdívia e Jeferson. Alex Maranhão, Kalil e Alisson Farias. A escalação indica a volta para o esquema 4-3-3, mas podendo variar para o 4-4-2, com Alex Maranhão mais pelo meio.

Nenhum atleta considerado titular ficará no banco de reservas. Esse grupo fará outro tipo de atividade para se recondicionar fisicamente para os jogos diante do Luverdense, no dia 9 e Juventude, dia 12. “É importante fazer um jogo bom. Vamos continuar trabalhando firme para seguir conquistando nosso lugar no time”, disse o atacante Caio Rangel.

Ontem, o time treinou em dois turnos. Hoje, a atividade se repete, no CT do clube, às 9 horas e depois as 15 horas.

Acesso não é impossível

Não será fácil chegar entre os quatro primeiros colocados da Série B, porém, não é impossível. Essa é a opinião de Caio Rangel. “Eu acredito que a gente vai chegar. Não podemos vacilar dentro de casa e temos que jogar com inteligência fora de casa. Não é uma tarefa impossível, trabalhando firme vamos chegar no G-4 e vamos conseguir subir”, disse.

Os pontos perdidos em casa não se repetirão no segundo turno. “Nós já pensamos nisso, mas creio que não vai acontecer mais porque a equipe está com outra cabeça. Agora, serão só vitórias”, explicou o atacante do Tigre.

Caio Rangel não gostou da longa parada sem jogos, mas acredita que foi bom para o time. “Eu não gosto, mas foi bom. A equipe vai voltar renovada. Foi bom também para aprimorar a parte física e técnica, tudo o que faltou até agora. Demos uma corrigida na parte física e técnica e contra o Luverdense temos que recuperar o bom futebol”, finalizou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.