- PUBLICIDADE -

Içara

Foi formalizada esta tarde a parceria entre a Fundação Municipal de Cultura e Esportes de Içara com a equipe de Ciclismo Bike Point. O prefeito Murialdo Canto Gastaldon, o vice Sandro Giassi Serafin e os o secretários de Fazenda Eduardo Rocha, e de Indústria e Comércio Paulo Brígido, participaram do ato.

- PUBLICIDADE -

Bike Point-Içara - foto divulgação 2De acordo com o presidente da Fundação Municipal de Cultura e Esportes Marcelo Cunha, a iniciativa de formalizar o projeto tem como objetivo difundir o ciclismo em todas as comunidades. “Vamos dinamizar esta modalidade dentro do município. A Fundação dará suporte para o ciclismo ser difundido em todas as escolas e núcleos, atendendo outras demandas, não apenas focando em alguns esportes”, enfatizou.

A Equipe de Ciclismo, que é composta por atletas de até 16 anos, atua há 17 anos na região, participando de uma série de campeonatos e competições. O projeto, formado em parceria com Içara, ainda conta com a parceria da empresa Imepel. “Nós fomos muito bem recebidos aqui, e, além do rendimento, faremos aqui no município um trabalho diferenciado, voltado também para a área social”, adiantou o técnico da equipe Gustavo Freitas, o Maninho, que foi técnico da da seleção brasileira de ciclismo por seis anos.

Segundo Freitas, a ideia é criar um núcleo de uma escola de ciclismo de sucesso. “Viemos para agregar ao município. Nosso objetivo é desenvolver um projeto social pelos próximos quatro anos. Por meio dos atletas de rendimento, iremos fomentar o esporte com outras crianças. A parceria dará sustentação a equipe que já existe, e essa equipe irá realizar o trabalho nas escolas, como passeios ciclístico e diversas outras ações que estão no cronograma”, adiantou o técnico.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.