- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Fortaleza/CE

- PUBLICIDADE -

Fotos: Dante Bragatto Neto / Rádio Eldorado

o Criciúma está em solo cearense desde o final da manhã de domingo e, na tarde desta segunda-feira, treinou no campo do Uniclinic – time de Fortaleza, que disputa a primeira divisão do Campeonato Cearense. No gramado onde Luiz e Alex Maranhão estrearam como jogadores profissionais, Winck indicou a volta de Douglas Dodi no lugar de Jocinei. O restante da equipe será o mesmo que bateu o Náutico, no sábado.

Tigre - foto Dante Bragatto Neto 4O trabalho foi composto por treino físico e muita movimentação de bolas paradas: ofensivas e defensivas. No inicio do trabalho, o presidente Jaime Dal Farra parabenizou os jogadores pela campanha e deu um discurso de motivação ao grupo carvoeiro.

O treinador ressalta a importância de se manter perto do G-4. “Será mais um jogo difícil, fora de casa. Eu penso jogo a jogo e não projeto a pontuação no campeonato. Nós estamos a um ponto do G-4. Eu digo e repito para os atletas: vamos trabalhar para nos aproximarmos e continuar próximo do G-4. Quando nós entrarmos: pensarmos em nos manter lá dentro, que vai ser mais difícil do que chegar lá”, destacou.

Inicialmente, o confronto estava marcado para o estádio Presidente Vargas, que possui uma estrutura mais acanhada e uma capacidade de público menor, formando o chamado “caldeirão”. A mudança para o Castelão, um palco de Copa do Mundo, deve favorecer o Criciúma. “Seria um jogo de muita pressão no PV. No Castelão, muda: não tem toda essa pressão. Mas, mesmo assim, nós sabemos que a equipe do Ceará é forte, muito bem dirigida pelo Chamusca e nós vamos ter muito cuidado. A nossa equipe tem sido moldada para ter um coletivo forte, uma equipe aplicada, de marcação, e quando tem a posse de bola ser efetiva”, explicou Winck. “Será uma equipe consistente, que marque forte, mas que não abdique de jogar. Quando tivermos a posse de bola, temos que jogar”, completou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.