- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Lages

- PUBLICIDADE -

O treinador do Criciúma demonstrou tristeza após a partida de ontem, em Lages. Deivid diz que gostaria de ter ganho o jogo e que o time criou para conquistar o resultado. “A gente sai com o sentimento um pouco triste, porque a gente queria ganhar o jogo. Nós criamos, principalmente na segunda etapa, tivemos chance de matar o jogo e fazer 2 a 1, mas não foi possível. Depois, controlamos a partida e no finalzinho demos uma bobeira e quase saímos derrotados”, destacou. “Eu queria sair hoje vencedor. Quem trabalha no Criciúma tem que pensar grande, ser campeão. A gente sai triste por não somar três pontos”, completou.

A opção de retirar Pimentinha, no intervalo, foi técnica e o comandante tricolor explicou a situação. “Eu tirei o Pimentinha para fazer um losango no meio com os três mais o meia solto atrás do Jheimy para que ele pudesse controlar o meio campo. Na perda da bola, o Dodi encaixaria o lateral”, enfatizou.

O Inter tentou fazer o mesmo esquema de jogo do Tigre, com marcação alta, mas Deivid acredita que isso não prejudicou a saída de bola do Tricolor. “Nós conseguimos sair jogando várias vezes. Jogar aqui é muito difícil, nos últimos perdeu, mas tínhamos total condição de ganhar a partida. Eles tentaram fazer marcação alta, mas não conseguiram. No primeiro tempo, no último terço nós não fomos objetivos e não demos velocidade”, destacou.

Apesar do erro no final da partida, o técnico elogiou o zagueiro Raphael Silva. “O Maicon não foi bem na forma como ele recuou e o atacante estava perto do Raphael. No geral, achei que o Raphael foi bem é um belo zagueiro e está numa crescente. Ele nos ajuda muito”, finalizou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.