- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Santo André/SP

- PUBLICIDADE -

O treinador do Criciúma demonstrou alegria pela classificação e pela atuação da equipe, principalmente no segundo tempo, do jogo de ontem. “O primeiro tempo não foi muito bom, não. Nós entramos na morosidade do time deles, entramos devagar e time que pensa grande e quer passar de fase têm que jogar igual os dois tempos. Estou feliz pela vitória, pelo segundo tempo e pelas entradas do Caio, João Henrique, Valdivia, Pimentinha e Maranhão – que não desanimou, entrou e fez o gol”, explicou o comandante.

O meia João Henrique recebeu destaque do técnico. “Apesar de jogar na mesma posição, o João é mais agudo do que Maranhão. Com o João e o Caio, tivemos mais velocidade e amplitude, principalmente no segundo tempo. O primeiro tempo não foi muito bom. O João Henrique estava ansioso por ser jovem e um jogo decisivo. Futebol é sequência. Ele precisa continuar para mostrar toda a qualidade dele”, enfatizou Deivid.

O técnico explicou as orientações do intervalo para mudar a postura do time na etapa final. “No intervalo, falei que não gostei. Foi um primeiro tempo muito tempo. Pedi para girar a bola, pois eles tinham dificuldade de recompor. Tinhamos que voltar de uma maneira diferente e ter o nosso ritmo de jogo”, finalizou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.