- PUBLICIDADE -

Tiago Monte*

Goiânia

- PUBLICIDADE -

Em entrevista à rádio Eldorado, o presidente Jaime Dal Farra afirmou que busca investidores e parceiros para seguir na gestão do Tigre. Assim, ele desmente os boatos de que estaria vendendo a G.A.(Gestão de Ativos) – empresa que administra o Criciúma e que foi adquirida em outubro de 2015 ao ex-presidente Antenor Angeloni. “Não tem nada disso, apenas estamos buscando investidores”, resumiu Jaime Dal Farra. O compromisso que o dirigente tem com o clube, aprovado pelo Conselho Deliberativo, é que ele detenha, no mínimo, 51% do controle acionário da empresa.

Com a saída de Édson Gaúcho, na semana passada, o cargo de Diretor de Futebol está vago. Dal Farra disse que tem recebido muitas ligações de profissionais se oferecendo para trabalhar no clube, mas que ainda não negociou com ninguém. Emerson Almeida, Gerente de Futebol está liderando o setor. Nos próximos dias poderá haver uma definição de novo nome, porque, antes de terminar a Série B, será feita uma avaliação do atual grupo de atletas, visando a temporada 2018. O novo executivo deverá participar desta avaliação e da análise de futuras contratações.

O presidente Dal Farra gosta dos atletas formados nas categorias de base do clube. Citou o aproveitamento de Barreto, Douglas Dodi, Marlon, Nino e Ianson, que subiram desde 2014, e projetou novos garotos para 2018. Também comentou sobre as vendas de Bruno Lopes, Ezequiel, Roger Guedes, Lucca e Gustavo, que foram importantes do ponto de vista financeiro para manter o equilíbrio do clube.

Dal Farra lamentou não ter concretizado nenhuma venda nesta temporada e também esperava que Lucca e Roger Guedes fossem vendidos por Corinthians e Palmeiras, respectivamente, para o exterior. Se isso ainda ocorrer em 2018, o Criciúma terá participação nas negociações.

Comissão Técnica

Jaime Dal Farra não gosta de trocar o técnico da equipe, tanto que ficou com Roberto Cavalo de outubro de 2015 até o final de 2016. Só não permaneceu porque foi envolvido em denúncias, que não se confirmaram.

Este ano já foram três comandantes da equipe: Deivid, Luiz Carlos Winck e Beto Campos. Dal Farra não foi fundo no assunto, mas não descartou uma sequência da atual comissão técnica em 2018. Vai tratar disso daqui a alguns dias, quando tudo estiver mais calmo na Série B. O dirigente quer, acima de tudo, que o técnico aproveite mais atletas das categorias de base, como fez Roberto Cavalo.

*Com informações do repórter Jota Éder

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.