- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Fotos: Lucas Colombo/DN

Nesta sexta-feira, o Criciúma quer superar definitivamente a má fase, e deixar a zona de rebaixamento para a Série C, diante do Guarani, às 19h15, no Majestoso. Um triunfo deve tirar a equipe da incômoda 18ª posição e começar a mirar conquistas maiores na competição. Após a vitória contra o CRB e o empate com o Figueira, a autoestima do grupo de jogadores melhorou e o técnico Luiz Carlos Winck espera a vitória na partida de hoje. “Nós temos que olhar o adversário com respeito, sim, mas não podemos ter medo dele. Nós estamos jogando dentro de casa. É aquilo que eu falei: aqui nós temos que mandar. Com todo respeito ao Guarani. Temos que criar alternativas para fazer um bom jogo. A nossa autoestima, em casa, melhorou, com a ultima vitória que tivemos, então, eu acho que vai ser um grande jogo e nós temos que buscar esses três pontos que vão nos jogar em uma situação intermediária na tabela, para aí pensarmos em algo melhor”, explicou o comandante.

Treino Tigre - foto Lucas Colombo DN 3Para o confronto, o volante Jocinei está fora. Ele teve uma lesão muscular de grau um na coxa e ficará de sete a dez dias no Departamento Médico. Ricardinho será o substituto. Após cumprirem suspensão automática, Caio Rangel e Diogo Mateus deixam o time. Saem Maicon Silva e Fabinho Alves – esse último com desgaste físico. “Nós temos o problema do Fabinho, que está com uma sequência muito grande de jogos, e talvez possa ser poupado e ficar à disposição para entrar no jogo, se necessário. O Fabinho vem numa carga de jogos grande e precisa de um tempo maior pois sente dores e poderia iniciar com Silvinho e Caio Rangel”, enfatizou Winck.

Com boa atuação no clássico de terça-feira, na capital, Douglas Dodi segue no time, no lugar de Alex Maranhão. “Eu já tinha uma ideia do Douglas naquela função e, quando aqui cheguei, a gente observa e tem ideia. Acredito que ele tem mais característica para jogar à frente dos volantes, porque ele consegue frequentar a área do adversário, tem um corredor central muito bom no vai e vem dele, ele consegue sair de dentro para jogar do lado, então, ele tem qualidade para isso. A manutenção dele é pelo bom jogo que ele fez”, disse o técnico.

Marlon deve seguir no Tigre

Após uma conversa entre o empresário do jogador e diretoria do clube, Marlon deve seguir no Criciúma. O técnico Luiz Carlos Winck explicou a situação do atleta. “O Marlon é um menino bom, tem um potencial muito bom do meio para frente. Ele tem dificuldade na marcação e isso vai se ajustando. Quando a equipe está bem ajustada, ele não vai sofrer. Momentaneamente, ele foi tirado da equipe para melhorar essas situações e também teve a questão da saída dele. Vem a questão do empresário, começa a se falar muito, o atleta perde o foco dele. O Marlon perdeu em determinado momento, mas já recuperou. Tivemos uma conversa muito boa e ele vai continuar trabalhando com o entendimento de que, quem paga ele é o Criciúma, e se ele estiver bem aqui, vai abrir portas não só no Fluminense e no Grêmio, mas em todos os clubes da Série A”, contou Winck.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.