- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Fotos: Lucas Colombo

O Tigre acomodado e até burocrático que perdeu para o Boa Esporte, na terça-feira, dará lugar ao time que estava invicto a nove jogos, com muita vontade e espírito de luta. Essa é a promessa do técnico Luiz Carlos Winck para a partida do Tricolor Carvoeiro diante do ABC, neste sábado, às 16h30, no estádio Heriberto Hülse. “Ontem (quinta-feira), eu conversei muito com o grupo, chamei bastante a atenção, porque passado o jogo, eu peço o vídeo e vou analisar de novo. A gente viu um time muito burocrático, que deu espaço para o adversário. Um time que iniciou melhor que o Boa, em cinco ou seis minutos, só que não permaneceu assim. Então acomodou no jogo e não teve poder de indignação: levou o pênalti, que pra mim não foi, mas foi convertido e não teve essa reação de indignação para buscar o resultado de novo, coisa que nós mostramos em outros jogos”, explicou o técnico, em entrevista coletiva.

No último treino, que aconteceu na tarde de sexta-feira, Winck confirmou Diego Giaretta e Nino nos lugares de Raphael Silva e Edson Borges, ambos lesionados. Márcio Goiano será o lateral esquerdo. Ianson também está machucado. Assim, o treinador não terá zagueiros no banco contra os nordestinos. “A questão defensiva não tem outras alternativas, o Edson Borges está vetado, o Raphael também, então, nós temos a alternativa do Giaretta e do Nino com o Goiano como lateral esquerdo. Nós não temos reposição nestes setores e vamos ficar com um volante no banco para se precisar improvisar durante o jogo”, disse.

O retorno de Douglas Dodi ao time

Lucas Colombo- Treino Tigre  Dougals Dodi (29)No meio campo, ao lado de Barreto e Jocinei, Winck confirma o retorno do meia Douglas Dodi. Winck ressalta que deixou o meia de fora do time para preservar o jogador e para que Dodi retome o nível dos primeiros jogos. “Eu deixei ele de fora do último jogo para descansar e também para mostrar a ele que precisa retornar ao nível dos primeiros jogos. Como ele é um jogador muito leve, talvez a questão do desgaste, de muitos jogos em sequência, tenha afetado ele. Eu conversei com ele sobre isso. A ideia é o retorno do Douglas com Barreto e será o terceiro jogo do Jocinei, porque quando ele teve uma sequência, foi bem.  Vamos ver como ele vai reagir. Ele tem qualidade técnica e batida de bola boa”, explicou o treinador.

Previsão de bom tempo deve levar público ao estádio

 Após uma semana de sol, mas com os dias mais frios do ano, até o momento, o sábado deve ser ensolarado e de temperaturas amenas. Assim, a expectativa é de um grande número de torcedores do Tigre empurrando o time. Winck acredita que, com o time melhorando o desempenho no campeonato, os torcedores voltarão em bom número ao Majestoso. “Nós ficamos nove jogos sem perder e o público foi aumentando. Eu não acredito que o público vai saltar de quatro mil para 15 mil de uma hora para outra. É a competição que vai determinar isso. O momento. Você vai chegar ao segundo turno próximo do G-4 e, com certeza, vai aumentar o público e eles vão confiar cada vez mais. Então, é responsabilidade nossa de tentar manter bons jogos dentro de casa, com uma equipe forte, que busque o resultado o tempo todo, porque, mesmo diante do Paysandu, nós não vencemos, mas houve aplausos no final, porque a torcida entendeu que a equipe foi guerreira e aplicada, principalmente no segundo tempo. No primeiro tempo, eu não gostei, não”, explicou.

Campeonato Brasileiro – Série B – 16ª Rodada

22/07 – sábado – 16h30 – estádio Heriberto Hülse, em Criciúma

CRICIÚMA

Luiz; Diogo Mateus, Diego Giaretta, Nino e Márcio Goiano; Barreto e Jocinei; Silvinho, Douglas Dodi e Alisson Farias; Lucão. Técnico: Luiz Carlos Winck

ABC

Edson, Jonathan Bocão, Filipe, Cleiton e Marquinhos; Anderson Pedra, Felipe Guedes e Zotti; Caio Mancha, Lucas Coelho e Daniel Cruz. Técnico: Márcio Fernandes

Arbitragem: Sávio Pereira Sampaio. Auxiliares: Ciro Chaban Junqueira e José Araújo Sabino (trio do DF)

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.