- PUBLICIDADE -

Montevidéu/Uruguai

A vaga do Brasil para o Mundial da Rússia 2018 está encaminhada. De virada, o time treinado pelo técnico Tite fez 4 a 1 no Uruguai e abre sete pontos de vantagem na liderança das Eliminatórias.

- PUBLICIDADE -

Pela primeira vez sob o comando de Tite, a seleção saiu perdendo, mas nem mesmo as místicas do estádio Centenário e da camisa do Uruguai foram capazes de acabar os 100% de aproveitamento brasileiro com o treinador. Paulinho fez três vezes, Neymar fechou o placar com um golaço.

A seleção brasileira dominou a primeira etapa e poderia ter ido para o vestiário em vantagem, mas aos sete minutos, Marcelo tentou o recuo para Alisson com o peito. Atento, Cavani se adiantou e obrigou o goleiro a fazer o pênalti. O camisa 21, artilheiro das eliminatórias, foi para a cobrança e colocou o Uruguai na frente. Paulinho respondeu, com gols, aqueles que questionam suas constantes convocações. Aos 18 minutos, o volante recebeu de Neymar e experimentou da intermediária. O chute saiu com endereço certo: o ângulo de Martín Silva. Um verdadeiro golaço para deixar tudo igual.

No segundo tempo, a virada veio com o jogador mostrando que tem cacoete de atacante, com faro de artilheiro. Roberto Firmino recebeu na área, girou sobre a marcação e finalizou. Martín Silva deu rebote e Paulinho estava lá para conferir e marcar o segundo dele e do Brasil no jogo.

E, depois de Neymar tentar “ofuscar” um pouco seu brilho, Paulinho fecharia o placar com estilo, completando cruzamento de Daniel Alves para fechar seu hat-trick com o peito. Uma exibição de gala, sem sombra de dúvidas.

Depois de silenciar o Centenário, o Brasil espera fazer a festa contra o Paraguai, na terça-feira, em São Paulo.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.