- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Goiânia

- PUBLICIDADE -

Surgiu nesta terça-feira, na imprensa gaúcha, a notícia de que o técnico do Criciúma, Beto Campos, estaria auxiliando a montagem do elenco e dando orientações à diretoria do clube gaúcho para o Estadual do ano que vem. Enfático e incisivo, o comandante tricolor negou, após o jogo diante do Goiás, a informação. “Eu não sei de onde que saiu essa informação. Todo mundo sabe que tenho um acerto com o Novo Hamburgo, desde que eu cheguei aqui. Estamos trabalhando e focados aqui, principalmente para estancar as derrotas e voltar a pontuar, como aconteceu. O pensamento é no Criciúma. No momento que terminar, a gente vai ver com a direção o que vai acontecer, mas eu e os atletas estamos muito focados. Nossa intenção era o acesso, mas infelizmente escapou”, explicou.

 

A mudança na escalação diante do Goiás, com as entradas de Moisés e João Henrique, foi justificada pelo comandante tricolor. “Nós fizemos isso em função das derrotas que vínhamos tendo e sabendo da forma que o Goiás joga: pelas laterais. Colocamos o João e o Moisés dos lados com o Silvinho solto para fazermos o que foi feito. Tivemos um pouco mais atrás do que o costume, mas encaixamos bem a marcação. Acredito que a estratégia de jogo que tivemos foi correta”, disse.

O objetivo é obter os 45 pontos e livrar o Tigre do fantasma do rebaixamento. “Todo mundo fala em 45 pontos, não sei se vai precisar isso. Desde quando chegamos, não conversamos sobre essa situação, nós queríamos a outra(acesso) que a gente deixou escapar. Agora, vamos deixar o Criciúma na melhor posição possível”, finalizou Campos.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.