- PUBLICIDADE -

Criciúma 

A Satc tem tradição em incentivar a prática esportiva. Em 2016, por meio da parceria com a Fundação Municipal de Esportes (FME) de Criciúma, o basquete passou a fazer parte dos projetos da escola.  Hoje, a modalidade reúne 40 adolescentes divididas nas categorias sub-12, sub-13, sub-15 e sub-17. Os treinos são realizados de segunda à sábado. Apenas as categorias sub-15 e sub-17 treinam todos os dias, o que envolve práticas na academia para fortalecimento da musculatura.“A Satc está dando todo o apoio para que o basquete feminino cresça em Criciúma. Além disso, tem a parte social que a instituição trabalha junto com a Fundação Municipal de Esporte”, enaltece o coordenador de Educação Física da Satc, Antônio Luiz Soratto, o Toninho.

- PUBLICIDADE -

Basquete - foto divulgação 2Duas atletas do projeto conseguiram bolsas para jogar nos Estados Unidos. Uma delas é Emanuelle de Oliveira, que também faz parte da seleção brasileira sub-17. Na última temporada a equipe da Satc participou de 11 campeonatos, considerando todas as categorias. Os resultados positivos apareceram já no primeiro ano de parceria. O time sub-17 foi campeão estadual em 2016. “O basquete feminino em Criciúma não estava sendo valorizado. Esse projeto surgiu para diminuir o problema. Em 2016 foi realizada a parceira com a Satc, o que melhorou as condições de trabalho”, afirma a técnica da equipe, Luana Scaini Minotto.

A primeira disputa em 2017 será o Campeonato Estadual, que envolverá as categorias sub-13 e sub-15. O torneio ocorre dia 15 de março, mas ainda não tem local definido.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.