Trabalhos são expostos na Feira de Matemática

Evento conta com a participação de 148 projetos científicos, elaborados por estudantes de Santa Catarina

Foto: Lucas Colombo/DN
- PUBLICIDADE -

Jogo de Sequência: uma interação dos alunos no processo de inclusão. Este é um dos 148 trabalhos que o público encontrará na 33ª edição da Feira Catarinense de Matemática, que iniciou na noite desta quarta-feira, 27, no Centro de Eventos Ijari Conti, em Criciúma. O evento segue até sexta-feira, 29.

O projeto, Jogo de Sequência, foi elaborado pelos alunos do curso de licenciatura em Matemática, do Campus Avançado do Instituto Federal Catarinense em Sombrio (IFC). “É um jogo de sequencia e inclusão. As cartas possuem um sistema de Braille, para os deficientes visuais, e sequencia numérica colorida para os alunos com déficit mental. O jogo pedagógico funciona com perguntas de matemática, que podem ser aplicadas para qualquer nível de ensino, com temas já lecionados”, explica o professor e supervisor do IFC, Everton Benedet. Do IFC, são quatro trabalhos selecionados, participando da feira.

- PUBLICIDADE -

Socialização de conhecimentos

Aberto ao público, nesta quinta-feira as exposições iniciam às 8h30min e seguem até às 17h30min. Na sequencia, acontece as atividades culturais, estendendo-se até às 18h30min. Já na sexta-feira, o horário de exposições é o mesmo, com atividades culturais até às 15h30min. “Participam escolas municipais, estaduais, particulares, federais e universidades de todo o Estado. A feira tem por objetivo socializar experiências de trabalhos desenvolvidos nas instituições educacionais; atuar na formação de professores, capacitando os docentes; contribuir para o desenvolvimento social dos alunos”, explica o professor e coordenador da feira, Bazilicio Manoel de Andrade Filho.

Olhar diferenciado

Dos 140 institutos de ensino que participam da feira, oito são de Criciúma. A expectativa é reunir cerca de 2 mil pessoas nos três dias de evento. “A proposta da feira é também levar à comunidade um olhar diferenciado sobre a matemática, não como uma disciplina de várias formulas soltas, mas aplicada no dia a dia”, acrescenta.

Os 148 trabalhos expostos passam por avaliação de uma banca formada por quatro profissionais. Destes, 15 serão selecionados a representar Santa Catarina na Feira Nacional de Matemática, que acontece em maio de 2018, no Acre.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.