Santa Catarina tem queda nas exportações de suínos e aves em abril

O Estado conta com 18 mil produtores integrados às agroindústrias e o setor de carnes gera quase 60 mil empregos diretos em frigoríficos e indústrias de beneficiamento

Foto: Divulgação/DN
- PUBLICIDADE -

Florianópolis

Santa Catarina terminou abril com retração nas exportações de carnes de aves e suínos. No último mês, o Estado exportou 72,4 mil toneladas de carne de frango e 21,3 mil toneladas de carne suína, 16,8% a menos do que em março. A queda pode ser um reflexo da Operação Carne Fraca, deflagrada pela Policia Federal.

- PUBLICIDADE -

A arrecadação com as exportações de carnes também foi menor em abril. As receitas dos embarques de carne de frango somaram US$ 134,7 milhões, 18,66% menor do que em março. Já as exportações de carne suína geraram US$ 53,9 milhões, menos do que o arrecadado no mês anterior, porém 32,9% maior do que abril de 2016.

O secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, acredita que o encolhimento nas exportações foi causado pela combinação entre um mês atípico e um cenário de incertezas. “Abril foi um mês diferente, com muitos feriados prolongados, e também sentimos os reflexos da Operação Carne Fraca. Em março, passamos por um momento de incertezas, quando novos negócios não foram feitos, isso foi sentido no mês de abril”.

Retomada em maio

A expectativa é de que haja uma retomada nas exportações em maio. “Nossos produtos são reconhecidos pela sua qualidade e temos um grande diferencial, que é a sanidade dos nossos rebanhos, isso nos dá acesso a mercados muito competitivos. Com a situação normalizada, acredito que as exportações voltem a crescer este mês”, destaca Sopelsa.

Mesmo com a queda nas exportações de carnes em abril, o acumulado do ano apresenta resultados positivos. Em relação ao período de janeiro a abril de 2016, as receitas das embarques do primeiro quadrimestre deste ano registram aumentos de 10,32% no caso da carne de frango e de 56,8% para a carne suína.

Nesses quatro meses, Santa Catarina já exportou 307,9 mil toneladas de carne de frango, com um faturamento de US$ 570,2 milhões, e 92,9 mil toneladas de carne suína, arrecadando US$ 214,8 milhões.

Com forte tradição na pecuária, Santa Catarina é berço das principais empresas do setor de carnes do Brasil. O Estado conta com 18 mil produtores integrados às agroindústrias e o setor de carnes gera quase 60 mil empregos diretos em frigoríficos e indústrias de beneficiamento. Como maior produtor nacional de carne suína e o segundo maior de carne de frango, Santa Catarina atende o mercado brasileiro e o exterior, com presença em mais de 120 países.

Os números foram divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e analisados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Cepa/Epagri).

Sanidade

Santa Catarina é o único Estado brasileiro livre de febre aftosa sem vacinação e, junto com o Rio Grande do Sul, faz parte de uma zona livre de peste suína clássica com certificados da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). Esse status sanitário diferenciado dá acesso exclusivo aos mercados mais competitivos do mundo, como habilitação para exportar carne suína para Estados Unidos e Japão.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.