Região pode começar a exportar arroz para Senegal

Proposta partiu de um acadêmico egresso da Unesc, que é natural do país africano

Foto: Francis Leny/DN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

A exportação do arroz catarinense, especialmente o produzido no Sul do estado, poderá ter os horizontes ampliados em breve. Com o intermédio do senegalês Mouhamadou Moustapha Seck, egresso do curso de Administração da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), Santa Catarina poderá firmar um acordo com o Senegal. A proposta já foi discutida no país africano, que aprovou a parceria comercial. Agora, Seck busca uma sinalização positiva das autoridades estaduais.

- PUBLICIDADE -

A ideia de firmar um acordo comercial entre os dois lugares surgiu quando o senegalês estava finalizando a graduação. “Ele produziu o TCC, o Trabalho de Conclusão de Curso, sobre as relações internacionais entre o Senegal e o Brasil. E foi onde ele viu essa possibilidade de exportação de arroz”, explica o professor Tiago Colombo, que foi o orientador do trabalho.

O interesse de Senegal na proposta de Seck se deve às dificuldades encontradas no desenvolvimento da rizicultura do país.

 

Confira a reportagem completa na edição desta quinta-feira, 23, do jornal Diário de Notícias.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Suelen Bongiolo
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.