Pesquisa aponta variação de até 419% nos supermercados de Criciúma

Variação média foi de 152%. Ação visa estimular os consumidores a consultar os valores antes de realizar a compra de produtos

- PUBLICIDADE -

 

O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Criciúma realizou na última semana uma pesquisa de preços em oito supermercados de Criciúma. Após fazer o levantamento dos dados apurados, o órgão constatou variação média de 152% entre produtos da mesma natureza, mas de estabelecimentos diferentes. A variação máxima encontrada no mesmo produto foi de 419%.

- PUBLICIDADE -

Segundo o coordenador do Procon de Criciúma, Gilberto Santos, a pesquisa comprova a importância de consultar os preços antes de realizar uma compra. “Consultar os valores em locais diferentes pode trazer uma economia significativa no fim do mês. Enquanto um pote de margarina de 500g custa R$ 1,79 em um dos estabelecimentos, em outro local foi encontrado a R$ 9,29”, relata. “Mas também é fundamental observar os preços dentro do mesmo supermercado. Em um dos estabelecimentos consultados foi verificado uma variação média de 75% entre produtos de menor e maior preço”, ressalta.

A pesquisa de preços contemplou 31 itens que integram a cesta básica, além de 18 itens hortifrúti. “Nosso objetivo em mostrar os maiores e menores preços não é de direcionar os consumidores para algum supermercado, até por isso, nós não revelamos quais estabelecimentos possuem tal preço. Nós queremos mostrar aos moradores que existe uma grande variação de valores e que é essencial pesquisar preços”, comenta Santos.

A pesquisa de preços completa pode ser conferida no site do Procon de Criciúma, através do link www.criciuma.sc.gov.br/procon. Dois fiscais do órgão farão a consulta dos preços mensalmente. Na próxima edição serão incluídos produtos de limpeza e higiene pessoal.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.