União reconhece situação de emergência decretada por Siderópolis do vendaval de junho

A medida permite que o município tenha acesso às ações de apoio do governo federal para socorro, assistência, restabelecimento dos serviços essenciais e recuperação de áreas danificadas pelos desastres naturais

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) do Ministério da Integração Nacional reconheceu a situação de emergência decretada pelo município de Siderópolis depois dos estragos causados pelos fortes ventos que atingiram a cidade em junho passado.  A medida permite que o município tenha acesso às ações de apoio do governo federal para socorro, assistência, restabelecimento dos serviços essenciais e recuperação de áreas danificadas pelos desastres naturais.

A situação de emergência foi decretada após a avaliação dos danos causados pelos fortes ventos que atingiram parte do interior do município no dia 08 de junho. A avaliação foi feita pela Defesa Civil municipal com apoio da Defesa Civil Regional. A região mais afetada foi o entorno da Barragem do Rio São Bento, nas localidades de São Pedro, Linha Alexandre Da Boit e Rio Jordão.

- PUBLICIDADE -

Casas foram destelhadas, galpões derrubados e centenas de árvores arrancadas com a raiz, que acabaram obstruindo estradas e interrompendo o fornecimento de energia elétrica, recuperado apenas três dias depois dos registros. “Fizemos o que foi possível para dirimir os problemas causados à população, mas o decreto foi necessário pelo volume dos estragos”, destacou o prefeito Hélio Cesa, o Alemão.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Siderópolis

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.