- PUBLICIDADE -

Criciúma

O Criciúma fará seu segundo jogo no estádio Heriberto Hülse, pelo Campeonato Brasileiro da Série B. Na primeira partida, o Criciúma enfrentou o Santa Cruz e perdeu pelo placar de 2 a 1. No entanto, o que chamou a atenção nas arquibancadas foi a falta da torcida Os Tigres, que sempre esteve presente no Majestoso há dez anos.

- PUBLICIDADE -

A Barra Os Tigres foi suspensa após alguns integrantes da torcida entoarem um cântico ofensivo à Chapecoense, no jogo do estadual diante do time do Oeste do Estado. As pessoas envolvidas no incidente foram reconhecidas e entregues ao clube.

Nesta sexta-feira (26), a partir das 19h15min, Os Tigres voltarão ao seu setor e prometem fazer uma grande festa. “Nós estaremos novamente no Majestoso, vamos cantar, apoiar o clube e mostrar que fazemos a diferença no estádio”, ressalta o integrante da torcida Vitor Justino.

Ainda segundo Justino, a torcida precisa dos outros torcedores para incentivar ainda mais o clube. “O time não está em boa fase, são duas derrotas em dois jogos. Precisamos mudar esse quadro. Sabemos que podemos vencer e mostrar um bom futebol. Também sabemos que a torcida pode fazer a diferença dentro de casa, no entanto, precisamos de todos os outros torcedores”, disse.

Após os incidentes envolvendo o nome da torcida, Justino conta que a ideologia da Barra não se alterará, porém, internamente foi preciso mudar. “Não podemos deixar nossa ideologia morrer, a torcida existe pelo Criciúma e é o clube que queremos ajudar e incentivar. Não podemos transformar nossa história, mas estamos buscando junto com a diretoria tricolor uma forma de cadastramento para que não aconteçam mais incidentes”, relata.

A torcida estará em seu setor com todas as bandeiras, guarda-chuvas, instrumentos e faixas. “Vamos entrar no estádio com tudo que sempre estramos. Vamos cantar e apoiar os 90 minutos de jogo. O torcedor que sentir vontade de ir com a gente no setor que ficamos, poderá e será um honra. Nossa intenção é ajudar o Criciúma a conseguir o acesso a Série A”, completa.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.