- PUBLICIDADE -

Criciúma

 

- PUBLICIDADE -

 

O Saer da Polícia Civil, em parceria com o SAMU, atenderam mais uma ocorrência médica. Um recém-nascido foi transportado em uma incubadora portátil através do Helicóptero da Polícia Civil de Criciúma, tendo por cidade destino Curitibanos. O bebê nasceu com problemas de má formação do intestino, sendo necessária a realização de cirurgia e consequente transplante com urgência.

Uma equipe do Samu, composta de médico e enfermeira, acompanhou o transporte do recém-nascido, procedendo a verificação dos sinais vitais, de forma ininterrupta, durante todo o percurso. A tripulação do SAER prestou todo o auxílio ao SAMU no decorrer de toda a operação. Nesta missão, o sincronismo das atividades foi exemplar entre as equipes do SAMU e SAER, desde o embarque do bebê na cidade de Criciúma, até o seu desembarque da aeronave na cidade de Curitibanos, onde outra equipe médica já estava a postos. O recém-nascido seguiu para o hospital da cidade e permanece na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O coordenador do SAER, Dr. Gilberto Crepaldi Mondini, está otimista com relação à concretização do convênio e consequente efetivação do serviço aeromédico de forma contínua, e não apenas pontual. “Uma vez implantado o serviço aeromédico de forma sólida e duradoura, onde os resultados diários serão demonstrados e diversas vidas salvas, a sociedade e autoridades se conscientizarão cada vez mais da imprescindibilidade desse serviço”, disse.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.