Reestruturação do Grupo Jorge Zanatta avança com acordo trabalhista

Acordo marca primeiro ano de reestruturação da empresa, encerrando a primeira etapa do processo

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Um acordo de R$ 13,6 milhões firmado com mais de 400 ex-funcionários marcou o primeiro ano de reestruturação do Grupo Jorge Zanatta. Os trabalhadores, provenientes da Canguru Plásticos – há mais de 40 anos atuante no mercado de embalagens – e das unidades desativadas em 2016 da Inza e DPMC, receberão o saldo das verbas rescisórias em 17 parcelas, com início do pagamento imediato.

- PUBLICIDADE -

Com o acordo, o Grupo Jorge Zanatta (do qual também pertence a Imbralit, fabricante de telhas e caixas d’água), finaliza a primeira etapa da reestruturação, que completa um ano neste mês. A Corporate Consulting é a consultoria responsável pelo turnaround, que apresenta resultados significativos para as duas principais empresas do grupo. “Reorganizar os passivos trabalhistas era uma prioridade, pois a responsabilidade social é tão importante quanto reformular a gestão do Grupo Jorge Zanatta, tradicionalíssimo na região sul do país”, revela Luís Alberto de Paiva, presidente da Corporate Consulting.

Canguru

É em um cenário de baixa setorial que a Canguru registra aumento de vendas. Ao longo do primeiro ano, a consultoria, juntamente com a equipe interna, conduziu um intenso trabalho de reorganização fabril e logístico, que resultou em estoques ajustados, entregas em dia, níveis de confiabilidade melhorados e aumento nos volumes de compras.

As iniciativas comerciais têm surtindo efeito, com uma média de seis novos clientes por mês em 2017. Em junho deste ano a empresa retomou o registro de patentes no setor, o que não fazia desde 2009, e destinará 3% da receita líquida dos próximos três anos para inovações.

Imbralit

No primeiro trimestre do ano, a Imbralit registrou vendas dentro do esperado, firmando-se como uma das fabricantes de telhas de fibrocimento sem amianto no país. A empresa passa por um processo de expansão comercial, atingindo uma média de 80 novos clientes por mês em 2017, número que acompanha a chancela de ter uma das entregas de mercadorias mais rápidas do setor. “Assim como no caso da Canguru, a Imbralit enfrenta um mercado desaquecido, que resultou em guerras de preço entre as concorrentes. Entretanto, trabalhos de redução de custos e melhorias operacionais mantiveram a Imbralit competitiva no mercado. Diferente de muitos concorrentes, nossos clientes podem contar com entregas que, em muitos casos, acontecem em menos de 48 horas, gerando uma menor necessidade de estoques na loja e, por consequência, redução de necessidade de capital de giro e custos, agregando valor aos nossos serviços”, esclarece Paiva.

“O plano comercial busca, principalmente, ampliar a atuação da Imbralit nas regiões Sudeste, Norte e Nordeste”, afirma Reginaldo Martinhago, gerente comercial. O melhor desempenho relativo da empresa foi registrado na região Norte, onde as vendas cresceram mais de 200% no primeiro trimestre do ano.

Sobre a Imbralit

A Imbralit foi fundada em 1974 e atua com a produção de telhas de fibrocimento sem amianto e caixas d’água plásticas. A companhia possui capacidade para produção de 300 mil toneladas anuais e responde por importante fatia do mercado nacional. Além disso, é uma das pioneiras no país a produzir telhas de fibrocimento exclusivamente sem amianto, fruto de uma parceria de mais de 15 anos com fornecedores europeus de tecnologia e com a Escola Politécnica da Universidade de São Paulo.

Sobre a Canguru

A Canguru Plásticos, empresa atuante no setor de embalagens plásticas flexíveis, é uma companhia fundada em 1970. Atende, sobretudo, o mercado de higiene, beleza, Pet Food e alimentos, tendo como clientes grandes companhias, como Nestlé, MasterFoods e Procter & Gamble. Os grandes diferenciais da empresa são a tradição aliada ao pioneirismo no mercado e o relacionamento próximo com os clientes.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.