Lojistas catarinenses preocupados com a crise política e impactos na economia

A Federação das CDLs de Santa Catarina une-se aos anseios da sociedade brasileira na expectativa da construção de práticas políticas pautadas pela correção e a ética, pelo absoluto respeito às leis e ao dinheiro público.

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -
O movimento lojista catarinense, na data que inicia seu grande evento – a 47ª Convenção Estadual do Comércio Lojista – manifesta sua preocupação com o agravamento da crise política, a partir das últimas delações reveladas pela imprensa envolvendo o presidente Michel Temer, em especial pelos impactos provocados no mercado, justamente quando o país retomava os rumos do crescimento econômico. A Federação das CDLs de Santa Catarina une-se aos anseios da sociedade brasileira na expectativa da construção de práticas políticas pautadas pela correção e a ética, pelo absoluto respeito às leis e ao dinheiro público.

Em nota, a Federação a nota diz: “Prosseguimos esperançosos e convictos da necessidade da aprovação das reformas em andamento no Congresso Nacional – trabalhista e previdência – que proporcionarão efeitos positivos e promissores à economia brasileira. Manteremos nossas atenções à realidade econômica de Santa Catarina, trabalhando por soluções capazes de provocar a reversão do desemprego e da retração de mercado”.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.