“Loja Vazia” arrecada roupas de inverno

Doações serão entregues à Cruz Vermelha, para distribuir entre os mais necessitados

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Imagine uma loja no shopping onde as pessoas ao invés de comprar, deixam as roupas que não usam mais. E, depois, tudo isso será doado para quem não tem condições de comprar peças para se aquecer no inverno. Esse é o conceito da Loja Vazia, uma iniciativa que o Nações Shopping promove neste mês e que vai beneficiar instituições assistenciais de Criciúma. O espaço para doações está localizado no mall, em frente à Fátima Esportes e funcionará no mesmo horário do shopping até o dia 12 de junho.

- PUBLICIDADE -

Durante um mês, os clientes poderão doar agasalhos, calçados, roupas de cama e cobertores que podem ser novos ou usados (desde que estejam em bom estado). Saindo das campanhas tradicionais de arrecadação, que normalmente deixam as doações em caixas até receberem um destino correto, o projeto tem o diferencial de usar o espaço de uma loja e fazer com que as peças encham as prateleiras, preencham os cabides e manequins.

A Loja Vazia é uma nova maneira de contribuir e permite que os itens doados ganhem destaque ao serem expostos na vitrine. “Quando você vê um produto exposto em uma loja arrumada, em araras organizadas, ele se torna muito mais atrativo. Isso é um estímulo ainda maior para despertar a atenção das pessoas em fazer a sua contribuição e doação”, comenta Monique Campos, superintendente de Marketing Corporativo da Almeida Junior.

O espaço vai funcionar também nos outros shoppings da Almeida Junior – Balneário Shopping (Balneário Camboriú), Garten Shopping (Joinville) e Continente Shopping (Grande Florianópolis). No fim do projeto, tudo que for arrecadado será distribuído para instituições beneficentes de cada cidade. Em Criciúma, as doações serão entregues para a Cruz Vermelha.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.