Federalização de trecho da BR 285 é tema de audiência 

A solicitação da obra atende a mobilização dos representantes dos Municípios inseridos no trecho, entre eles Araranguá, Ermo, Timbé do Sul e Turvo

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

A federalização do Lote 1 da Rodovia BR 285, que compreende do trecho da BR-101 na localidade de Sanga da Toca em Araranguá até a entrada de Timbé do Sul, foi pauta de audiência realizada na tarde desta segunda-feira, 31, na Secretaria de Estado da Casa Civil, em Florianópolis. Na audiência, o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, Heriberto Afonso Schmidt, acompanhado do secretário executivo de Articulação Nacional, Acélio Casagrande, entregou ao Secretário da Casa Civil, Nelson Serpa, e ao Consultor Jurídico Jordani Pelisser, a cópia do projeto básico que apresenta o estudo de viabilidade do DNIT.

Ele explicou que a solicitação atende a mobilização dos representantes dos Municípios inseridos no trecho, entre eles Araranguá, Ermo, Timbé do Sul e Turvo. “Participamos na última semana de reunião com Prefeitos, Presidentes de Câmaras de vereadores e representante da Associação empresarial do Vale do Araranguá, onde eles solicitaram que realizássemos os encaminhamentos para federalização deste trecho que possui 35,3 km”, contou Heriberto Schmidt.

- PUBLICIDADE -

O secretário executivo da ADR disse ainda que o secretário da Casa Civil mostrou-se favorável à federalização, e que irá verificar junto ao Deinfra a documentação necessária. Heriberto disse ainda que é necessária elaboração de Projeto de Lei e envio a Assembleia Legislativa, para passar a Rodovia SC, de domínio do Estado, para BR, de domínio federal.

Na oportunidade, o secretário de Articulação Nacional Acélio Casagrande ressaltou que acompanhou o Governador Raimundo Colombo em audiência no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) na última quinta-feira, 27, sobre a continuidade Lote 2 da BR 285, trecho de 22 km entre Timbé do Sul até a divisa com o Rio Grande do Sul, onde ficou assegurado pelo Governo Federal o repasse de mais cerca de R$ 65 milhões para a última etapa da obra de pavimentação, valor já previsto no orçamento de 2018.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.