Falta de pagamento força Nossa Casa a não receber mais crianças de Criciúma

Os convênios com a prefeitura não estão sendo pagos há cinco meses, impedindo que novas acolhidas sejam realizadas

Foto: Francis Leny/DN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Devido a atrasos no repasse dos convênios firmados com a Prefeitura de Criciúma, a Associação Beneficente Nossa Casa não está mais recebendo crianças do município que são encaminhadas pela Justiça. O pagamento está atrasado há cinco meses, prejudicando o funcionamento da entidade, que não sabe quando vai receber o valor que está pendente.

- PUBLICIDADE -

Representantes da associação procuraram a prefeitura para resolver o problema, mas, até o momento, nenhuma providência foi tomada pela administração municipal. “A prefeitura tinha como prazo a data de ontem [terça-feira], mas nada foi feito. Agora não vamos mais acolher crianças de Criciúma. Se não fizer assim, o poder público não vai reconhecer e entender a importância do nosso trabalho”, ressalta a presidente da Nossa Casa, Isabel Cristina Feijó.

Segundo o secretário municipal de Assistência Social, Paulo César Bitencourt, a situação ainda está sendo analisada pela prefeitura. “Todos os pagamentos e renovações dos convênios foram encaminhados pelo prefeito ao Observatório Social. Já quanto aos pagamentos em atraso, está sendo feito um levantamento e uma análise de todos. Mas os pagamentos anteriores ainda não têm previsão de serem feitos”, explica.

 

Confira a reportagem completa na edição desta quinta-feira, 2, do jornal Diário de Notícias.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Suelen Bongiolo
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.