Ex-trabalhadores de metalúrgica aguardam leilão de equipamentos

Recentemente, a Justiça do Trabalho determinou a apreensão do patrimônio da empresa, orçado em R$ 5 milhões

Foto: Lucas Colombo/Especial/DN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

A situação vivenciada pelos ex-funcionários da Metalúrgica Milano parece estar prestes a ser resolvida. Eles aguardam, junto com o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Criciúma e Região, o leilão do patrimônio da empresa, para que ocorra o pagamento das dívidas pendentes, como salários atrasados, benefícios e rescisões contratuais. Os bens estão orçados em aproximadamente R$ 5 milhões.

- PUBLICIDADE -

Os encaminhamentos deviam ter ocorrido já no início desta semana, mas sofreu atrasos. Agora, a expectativa é que eles sejam feitos ainda nesses dias. “Estamos aguardando o oficial de justiça mandar o leiloeiro aqui para ele assumir. Já está tudo pronto, só estamos aguardando”, aponta o presidente do sindicato, Francisco Pedro dos Santos, o Chico.

Enquanto o problema permanece pendente, um grupo de ex-funcionários se reveza para acampar em frente à empresa, para evitar que os proprietários retirem os equipamentos.

Leia mais sobre o caso aqui.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.