Ex-morador de Cocal do Sul é preso por esquema ilegal de cidadania italiana

Sete pessoas foram presas; Esquema beneficiou 500 brasileiros que foram para a Europa

- PUBLICIDADE -

Os policiais da cidade de Augusta, em Siracusa, no sul da Itália, prenderam sete pessoas nesta quinta-feira (18) acusadas de cometer crimes no processo de cidadania ilegal de cerca de 500 brasileiros.

De acordo com as informações da polícia italiana, o dono da assessoria para brasileiros, Cleber Zanatta, 43 anos, foi preso e levado a um centro de detenção. Sua esposa e também funcionária da empresa do marido, Sabrina dos Santos, 32, e o irmão de Cleber, Diego Zanatta, 29, foram colocados em prisão domiciliar.

- PUBLICIDADE -

Os três são acusados por corrupção, lavagem de dinheiro e favorecimento à permanência ilegal no território italiano de cidadãos estrangeiros.

O caso começou a ser investigado em abril de 2016, após a Justiça verificar um fluxo anormal de brasileiros solicitando cidadania no local. Chamando mais atenção ainda, foi o fato de que esse “boom” de solicitações tinha Cleber Zanatta prestando assessoria.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.