Empresário de Morro da Fumaça protesta com outdoor

- PUBLICIDADE -

Um outdoor instalado no Centro de Morro da Fumaça gerou comentários na cidade durante o dia desta terça-feira. De iniciativa do empresário Clodoaldo de Souza, o painel chama atenção do cidadão fumacense sobre salários pagos na Câmara de Vereadores, fazendo um comparativo com o que recebe um professor municipal. O maior vencimento exposto é o de agente administrativo, em R$ 16.834,51. Também foi colocado o valor do salário do professor: R$ 2.239,27.

Souza explica que tomou a iniciativa por considerar os salários da Câmara altos. “Tenho empresa, vejo meus funcionários trabalharem e como se esforçam, acordando às 6h. Uma pessoa ganhar R$ 16 mil, mais R$ 500 de -limentação, é bastante. Somos uma cidade de 16 mil habitantes só, não é uma São Paulo. Temos apenas nove vereadores. Não tenho problema pessoal com ninguém, só acho que a população tem que saber essas informações”, ressalta o empresário, que, no mesmo outdoor, convida os fumacenses a comparecerem às sessões do Legislativo, todas as terças-feiras. “Penso que a população tem que ficar em cima, tanto dos vereadores, quanto do prefeito e dos secretários”, enfatiza.

- PUBLICIDADE -

Para o presidente da Câmara, José Carlos Bortolin, o Calita (PMDB), todos têm direito a se manifestar, mas garante que o Legislativo está fazendo tudo na maior transparência. “Prova disso é que o nosso Portal da Transparência está entre os melhores atualizados da Região. Além disso, tomamos a iniciativa de expor as contas no mural de entrada da Câmara. Através do esforço de todos os vereadores, estamos gerando economias. Fizemos a devolução de R$ 25 mil ao Executivo, valor aplicado na aquisição de 29 câmeras de vídeomonitoramento, que já estão em período de testes. Também faremos em julho a devolução de R$ 15,2 mil e já sugerimos a compra de quatro coletes balísticos para a Polícia Militar. Sempre prezamos pelo dinheiro público e pela transparência”, reforça Calita.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.