Concurso da valorização da mulher negra elege sua campeã

Tayane do Canto da Silva, de 19 anos, representante do bairro Centro, foi a vencedora do Concurso. Foram mais de 65 inscritas em seis bairros de Criciúma

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Tayane do Canto da Silva, de 19 anos, representante do bairro Centro, foi a grande vencedora do Concurso de Beleza Garota Black Beauty Radar, iniciativa organizada como forma de valorizar, dar visibilidade e elevar a autoestima da mulher negra. A final ocorreu na noite desta quinta-feira, dia 13, no Teatro Elias Angeloni, com a participação das 12 finalistas, representantes dos seis mais tradicionais bairros de Criciúma: Centro, Rio Maina, Quarta Linha, Pinheirinho, Próspera e Santa Luzia.

Joice Antônio Santana, de 16 anos, representante do bairro Santa Luzia, e, Izabel Cristina Barbosa da Silveira, de 20 anos, representante do bairro Centro, conquistaram a segunda e a terceira colocação, respectivamente. Já a torcida mais animada foi a de Izabel Cristina Barbosa da Silveira, que também foi premiada com brindes pela organização do evento.

- PUBLICIDADE -

De acordo com a grande vencedora, foi uma surpresa ter ganho o título do concurso. “Todas as meninas são maravilhosas e não imaginava esta conquista. Estou muito feliz. Além de representar e dar voz as mulheres negras da nossa cidade, esta experiência do concurso foi muito enriquecedora”, comenta Tayane.

O concurso foi idealizado pela marca de roupas afro feminina Diva’s Black, pelo Projeto Entre Dois Mundos e pela Coordenadoria da Promoção da Igualdade Racial do Município de Criciúma (Copirc). Já o curso superior em Tecnologia em Design de Moda Senai/Unesc foi o grande parceiro da iniciativa.

Alunos da primeira a sétima fase da graduação realizaram com as 12 finalistas um workshop para que todas tivessem uma boa evolução na passarela. Dicas de postura e imagem pessoal para cativar os jurados também foram repassadas as jovens.

Para uma das coordenadoras da iniciativa e proprietária da marca de roupas Diva’s Black, Lidiane Serafim Francisco, o concurso cumpriu com o seu papel desde o início, quebrando os padrões impostos pela sociedade e colocando em visibilidade as jovens, muitas vezes esquecidas nos bairros. “Além da valorização da beleza, o concurso buscou também inseri-las na educação, disponibilizado as vencedoras um curso gratuito no Senai”, ressalta.

O júri foi composto por sete jurados, pessoas do mundo da moda, beleza, saúde, movimentos sociais e que estão engajadas com as causas voltadas especialmente para as mulheres negras. Entre as trocas de roupas das finalistas, apresentações artísticas também abrilhantaram o evento.

Premiação

A grande vencedora recebeu R$ 1.2 mil e um curso livre em uma das áreas de atuação do Senai. Além disso, a campeã será a modelo da próxima Coleção de Verão 2018 da marca de roupas afro feminina Diva’s Black. Já as candidatas que conquistaram o segundo e o terceiro lugar receberam um kit de beleza (manicure, pedicure, hidratação capilar e demais produtos) e um curso livre no Senai. As eleitas também ganharam inscrições gratuitas para participarem de um workshop realizado pelo Projeto Entre Dois Mundos

Conheça as 12 finalistas por bairros:

Izabel Cristina Barbosa da Silveira, de 20 anos – Centro
Tayane do Canto da Silva, de 19 anos – Centro

Érica Boeira Pereira, de 17 anos – Pinheirinho,
Franciele Oscar de Souza, de 19 anos – Pinheirinho

Jaqueline Teixeira Henrique, de 23 anos – Próspera
Kássia Hellen Dias Vargas, de 24 anos – Próspera

Maria Leonor Santos Pereira Feijó, de 17 anos – Quarta Linha
Jaine De Oliveira Vargas, de 24 anos – Quarta Linha

Jeniffer Madalena Ricardo, de 17 anos – Rio Maina
Kamila Caroline Damasceno dos Passos, de 20 anos – Rio Maina

Vitória Formentin, de 15 anos – Santa Luzia
Joice Antônio Santana, de 16 anos – Santa Luzia

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.