- PUBLICIDADE -

Giovane Marcelino / Especial
Criciúma

 

- PUBLICIDADE -

O ginásio do Centro de Educação Profissional – Cedup Abílio Paulo de Criciúma lotou de alunos de diferentes cidades da região. Durante toda esta quarta-feira, 9, serão apresentados 40 trabalhos na 5ª Feira Regional de Matemática. Professores e alunos ficaram desde cedo na escola preparando suas apresentações, onde oito serão classificados para disputar a fase estadual.

Recebendo o evento pela segunda vez, a diretora geral do Cedup, Maristela Bolan, destacou a importância de a escola estar recebendo esse tipo de evento. “Ficamos felizes em receber esses alunos dedicados, onde fizeram grandes trabalhos e esperamos que todos possam fazer um bom dia de aprendizado”, comentou.

Uma comissão será a responsável de selecionar os classificados para a Feira Estadual que será realizada em Criciúma na última semana do mês de setembro. A gerente regional de educação, Jucilene Fernandes, destacou a importância de fazer esse tipo de estudo com a matemática. “A feira é uma integração dos alunos com a disciplina e faz parte de uma iniciativa que faz com que o estudante se sinta motivado a estar estudando e que assim, busque conhecimento nessa área”, comentou.

Ainda participaram da mesa de apresentação do evento, a secretária municipal de educação de Criciúma, Roseli de Luca e o diretor do IFSC Criciúma, Lucas Dominguini, onde também aconteceu uma apresentação de dança cigana, realizada por alunas da instituição. O evento segue acontecendo no ginásio do Cedup até às 15h, onde após esse horário, será feita a premiação para os participantes e a divulgação dos classificados.

 
Resgate da cultura

Professores e alunos que participaram da feira presenciaram um modo de feira que não costuma ser realizado com frequência. Cada escola se posicionou uma ao lado da outra, sem nenhum tipo de divisória.

A professora Ana Lúcia Pintro destacou que esse tipo de atividade faz parte do retorno de uma atividade que foi se perdendo no tempo. “Estamos felizes em estar participando. Hoje estamos resgatando como as feiras eram realizadas antigamente e os alunos estão gostando”, explicou.

Visitante, o aluno Matheus Silva destacou que os trabalhos foram bem produzidos. “Todos estão muito legais de acompanhar e será um dia para aprender bastante”, disse.
 

Confira fotos:

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.