Foto: Giovane Marcelino / DN
- PUBLICIDADE -

Giovane Marcelino / Especial
Criciúma

O teatro é uma das técnicas que possibilitam diferentes modos de comportamento as pessoas. Seja na fala, na postura ou em habilidades com corpo, o estudo é essencial para quem deseja perder, por exemplo, a timidez e o medo de falar em público. Por isso, em Criciúma, há exatos 10 anos, a professora Priscila Leonor conta com um espaço voltado para trabalhar com o teatro, onde são desenvolvidas diferentes atividades.

- PUBLICIDADE -

De acordo com a professora, atriz e diretora da Escola de Teatro, o ensino começou em uma garagem e, quando perceberam, já tinha tomado outras proporções. “Sou atriz formada e uma mãe pediu para que eu ensinasse as suas duas filhas. Comecei na garagem da casa dos meus pais e o pessoal foi se interessando, até que meu esposo alugou um local onde estamos até hoje”, explicou Priscila.

Com o espaço, no Edifício Criciúma Center, ela conta com o apoio de cinco profissionais que atuam na capacitação de pessoas a partir de 7 anos de idade. “O teatro não tem idade. Cerca de 98% das pessoas nos procuram porque são tímidas e acabam se descobrindo durante as aulas”, comentou.

As aulas são realizadas uma vez por semana e tem um custo de R$ 140. A metodologia de trabalho com crianças e adolescente é diferente dos adultos. A partir dos 18 anos, o interessado entra aprendendo o básico, onde fica por 10 meses, onde passa pelos módulos avançados, com duração de seis meses. “Após esse tempo, eles podem passar por uma prova para retirar o registro de ator profissional que é cedido pelo Sindicato dos Artistas e Técnicas em Espetáculos e Diversão (SATED) de Santa Catarina”, disse Priscila.

As matrículas para novos alunos estão abertas. Este ano, foram feitas duas turmas, onde ainda restam vagas em aberto. Interessados, podem procurar a escola, no Edifício Criciúma Center, 3265 – 3º andar, salas 303 e 305 ou entrar em contato pelo (48) 9-8842-4646.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.