Apoio profissional e dedicação são aliados para se livrar do vício em cigarro

Nesse Dia Mundial Sem Tabaco, o aposentado Mathias Honorato, de 59 anos, é exemplo de dedicação em busca de uma vida mais saudável

Foto: Lucas Colombo/Especial/DN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Largar o cigarro e adotar hábitos de vida mais saudáveis não é tarefa fácil para quem está há anos no vício. Força de vontade, dedicação, apoio de pessoas próximas e o acompanhamento profissional são fundamentais para deixar o fumo para trás. Todo esse esforço foi vivenciado recentemente pelo aposentado Mathias Honorato, de 59 anos. Após 46 anos fumando, ele se empenhou para deixar o vício, participando do Grupo de Controle ao Tabagismo da Unidade de Saúde do bairro Santa Luzia, em Criciúma.

- PUBLICIDADE -

Fumante desde os 12 anos, o aposentado conta que sempre quis deixar o tabagismo para trás. A iniciativa em procurar auxílio profissional ocorreu após uma orientação de um cardiologista. “Era meu sonho de consumo deixar de fumar. Então eu cheguei para o grupo e disse: ‘Eu preciso de vocês e dos remédios’. Eu sei que a minha determinação ajudou muito, mas dou mérito para o trabalho do grupo de tabagismo. O resultado é 90% deles e 10% meu”, destaca.

Determinação é fundamental

Para ele, mesmo que a ajuda profissional contribua muito para o processo de abandono do tabagismo, a dedicação do indivíduo é um ponto crucial para alcançar o objetivo. “Para as pessoas que querem deixar de fumar eu digo que pode contar com ajuda dos grupos, dos remédios, mas, se não tiver determinação, não para”, comenta Honorato.

Celebrando a conquista

Frutos da dedicação e do esforço, os resultados já começaram a aparecer e são comemorados pelo aposentado. “No dia 24 de maio fez um ano que eu deixei de fumar. Antes eu fumava 50 cigarros por dia, um atrás do outro. Então eu fiz as contas: nesse um ano eu deixei de fumar 18 mil cigarros”, ressalta.

Data voltada à conscientização

O Dia Mundial Sem Tabaco é celebrado nesta quarta-feira, 31, em diversas partes do planeta. Neste ano, a data é voltada a refletir o tema “Tabaco: uma ameaça ao desenvolvimento”.

Confira a reportagem completa na edição desta quarta-feira, 31, do jornal Diário de Notícias.

 

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Suelen Bongiolo
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.