Acadêmicos apresentam projetos para problemas da indústria

Propostas foram desenvolvidas na 5ª fase de Engenharia Mecatrônica da Faculdade Satc

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Os problemas reais que a indústria enfrenta podem receber a atenção e as sugestões de acadêmicos da Faculdade Satc. As propostas elaboradas pelos alunos foram apresentadas a uma banca de avaliadores externos na última semana de aulas. A turma da 5ª fase de Engenharia Mecatrônica trouxe as ideias desenvolvidas em dois meses de trabalho. A discussão dos trabalhos e as dúvidas que surgiram foram mediadas pelo professor Eder Andrade, na disciplina de Projetos Integrados.

Para quem está acostumado com as questões da indústria é importante a parceria com a academia. “Eu e os demais avaliadores ficamos surpresos com a qualidade dos trabalhos apresentados. Houve pesquisa, boa fundamentação e propostas com consistência”, ponderou o engenheiro eletricista Fernando Guessi, responsável pelo desenvolvimento de novos produtos da Coopermaq. Segundo ele, os projetos apresentados são viáveis e têm perspectivas de aplicabilidade na indústria.

- PUBLICIDADE -

Os acadêmicos Gustavo Pedro de Freitas Neto e Mateus Maggi apresentaram um equipamento para o encubatório de aves, com controle de temperatura ambiente. “Esse equipamento já existe, mas é caro. Estamos trazendo uma nova possibilidade, de custo menor”, informou Pedro.

A ideia é aproximar mais a indústria da academia. “Queremos que os problemas reais sejam debatidos aqui, permitindo que nosso aluno já tenha essa vivência prática e traga soluções”, afirmou o coordenador de Engenharia Mecatrônica João Mota Neto.

Aplicando conhecimentos de cálculo matemático, algoritmos e eletrônica básica, o aluno Higor Pereira de Souza apresentou um controlador de eixos. “É um dispositivo diferente do que está no mercado. Foi um trabalho desafiador”, disse.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.