Criminosos mantém prefeito de Cocal do Sul como refém

Foto: Angelica Brunatto/DN
- PUBLICIDADE -

Com os olhos lacrimejados e cabisbaixo, o prefeito de Cocal do Sul, Ademir Magagnin, relatou os momentos de tensão vividos durante a madrugada de ontem. Acompanhado da esposa e de um amigo ele foi mantido refém, durante três horas, por criminosos que invadiram a residência. “Estávamos totalmente indefesos e tivemos uma tortura psicológica muito forte”, expõe o gestor municipal.

Os bandidos, com os rostos cobertos, chegaram na residência por volta das 23 horas de domingo. Este era o momento em que a família se despedia do amigo. Armados, os ladrões exigiram que a vítima saísse do carro e o levaram novamente para dentro da casa. As vítimas foram amarradas e mantidas trancadas em um dos quartos. “Foi levada uma pequena quantia de dinheiro, eletrodomésticos e eletrônicos. Mas, tenho que agradecer por eles terem nos deixado com vida. Os bens materiais ao longo do tempo, nós conseguimos recuperar”, salienta.

- PUBLICIDADE -

Durante todo o momento em que os bandidos estiveram na casa, houve uma tortura psicológica. “Eles pediam dinheiro, e a todo momento falavam em sequestrar a minha esposa e pedir resgate. Mas, apenas ameaçaram”, pontua.

Segundo o gestor municipal, os ladrões sabiam que assaltavam o prefeito. “Eles afirmaram que eu era o prefeito, e eu disse sim. Jamais imaginei que o ser humano pudesse chegar a esse extremo”, conta.

Câmeras auxiliam em investigação

Os criminosos deixaram a residência por volta das 2 horas da manhã. “Quando percebemos que a movimentação havia parado, começamos a tentar nos desamarrar”, explica. O Corolla, de propriedade do amigo do prefeito, também foi levado durante a ação, mas até o fechamento desta edição o veículo não foi localizado.

“Jamais imaginei que o ser humano pudesse chegar a esse extremo” – ADEMIR mAGAGNIN, PREFEITO

O boletim de ocorrência foi registrado e a Polícia Civil trabalha para elucidar o caso.  As câmeras de segurança são analisadas e podem auxiliar na identificação dos criminosos. Um dos equipamentos instalados no município fica nas proximidades da residência do prefeito e, através das imagens é possível verificar o momento exato que o gestor municipal chega em casa. “Este episódio nos traz uma reflexão sobre a segurança pública. É necessário investir cada vez mais e cobrar do Estado”, comenta.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Angelica Brunatto
Em: Cocal do Sul

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.