Câmara de Içara: 526 proposições foram apreciadas em 2016

Os vereadores também realizaram 26 reuniões com representantes das comunidades

Foto: Divulgação/DN
- PUBLICIDADE -

Içara

Em 2016, foram realizadas 64 sessões ordinárias, 15 extraordinárias e sete especiais, pela Câmara Municipal. Além disso, foram apreciados 119 projetos de lei de autoria do Poder Executivo e 30 do Legislativo, os projetos de lei complementar (PLCPE/PLCPL) ficaram em 22 do Executivo e quatro do Legislativo. Entre as proposições que tramitaram pela Casa foram 163 indicações, 193 requerimentos, 56 pedidos de informação e 114 moções.

- PUBLICIDADE -

Reuniões com a comunidade

Os vereadores também realizaram 26 reuniões com representantes das comunidades, onde debateram sobre assuntos pertinentes aos bairros. Ocorreu a modernização do site da Câmara Municipal, com média de 7.743 visualizações de página/mês e 1.635 visitas/mês, correspondendo 258 visualizações de páginas por dia.

Aplicativo

Em 2016 também foi lançado o aplicativo Câmara Içara para celular e tablet. O aplicativo tornou mais fácil e rápido para a população acompanhar e fiscalizar as atividades dos vereadores.

Controle de estoque e Ouvidoria

Houve a implantação do controle de estoque e da ouvidoria do Legislativo. Foram empossados os servidores aprovados no concurso público realizado em outubro de 2015. Segundo o presidente da Câmara, Marcio Realdo Toretti (PMDB), o ano foi de muitas realizações, sendo possíveis com a participação de todos os vereadores. “Aprovamos todos os projetos do Executivo que são importantes para a cidade, sempre debatemos com a comunidade os assuntos relevantes, buscando o melhor para os moradores”, comentou.

Toretti salientou sobre as ações implantadas durante sua gestão. “Realizamos algumas ações voltadas para aumentar a transparências das atividades legislativas. A modernização do site e o Portal da Transparência, onde é possível o cidadão acompanhar todo o processo legislativo é um dos exemplos”, destacou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.