- PUBLICIDADE -

Os problemas dos trabalhadores do Hospital São José denunciados em pesquisa anônima estiveram expostos em um varal durante toda a manhã de hoje na entrada dos funcionários da instituição. A coleta foi realizada há alguns meses pelo Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Saúde de Criciúma e Região (sindisaúde). Diversos profissionais e pessoas que passavam no local puderam conhecer as dificuldades vivenciadas pelos trabalhadores na instituição. Entre elas chama à atenção a falta de funcionários, as precárias condições de trabalho, o assédio moral, a superlotação do hospital e do pronto-socorro entre outros.
“Na avaliação do presidente do Sindisaúde, Cleber Ricardo da Silva Cândido a mobilização foi positiva e aprovada pelos trabalhadores que agora estão mais seguros e sem medo para fazerem as denúncias. “Hoje eles se sentiram representados e entenderam que o sigilo nas denúncias é preservado. Inclusive, a própria população pode conhecer o mau serviço que a instituição presta junto aos seus funcionários onde mais de 60% se sentem assediados moralmente e estão infelizes no seu trabalho”, critica Cleber.
O sindicalista acredita que a partir deste ato, mais reclamações chegarão à direção do sindicato. O relatório com o resultado da pesquisa foi entregue a direção do São José e, acordado com a direção do sindicato a organização de uma comissão para investigar e debater os problemas. “No entanto eles enrolaram e até o momento não resolveram nada”, pontuou o presidente.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O DN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.